Petróleo sobe com perspectiva de maior corte de produção pela Opep+
Agro

Petróleo sobe com perspectiva de maior corte de produção pela Opep+

Por Devika Krishna Kumar

NOVA YORK (Reuters) – Os preços do petróleo subiram nesta quinta-feira, com a perspectiva de investidores de que os maiores produtores do mundo cortem mais a produção, enquanto ignoraram previsões de queda na demanda devido ao surto de coronavírus na China.

O petróleo Brent encerrou a sessão com alta de 0,55 dólar, ou 1%, a 56,34 dólares por barril, enquanto o petróleo nos EUA subiu 0,25 dólar, ou 0,5%, a 51,42 dólares por barril.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo reduziu em 200.000 bpd a previsão de demanda para o petróleo em 2020, elevando as expectativas de que o grupo de produtores e seus aliados, conhecidos como Opep+, poderia reduzir ainda mais a produção.

“Os russos sinalizaram que todos estão a bordo da Opep+, proporcionando cortes mais profundos na produção”, disse Edward Moya, analista de mercado da OANDA em Nova York.

“A ação do preço do petróleo possivelmente sugere que existe um piso. Enquanto o coronavírus não mostrar sinais fortes de que a disseminação do vírus está se intensificando, o petróleo WTI poderá correr em torno de 50 dólares.”

A demanda por petróleo na China, o segundo maior consumidor do mundo, caiu devido a restrições e quarentenas de viagens.

(Reportagem adicional de Laila Kearney em Nova York, Shadia Nasralla em Londres, Jane Chung em Seul)

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG1C1VT-BASEIMAGE

To Top