Estação Ecológica dos Chauás realiza oficina sobre o cultivo do bambu
São Paulo

Estação Ecológica dos Chauás realiza oficina sobre o cultivo do bambu

Divulgação/Fundação Florestal

DownloadDivulgação/Fundação Florestal

Nos dias 13 e 14 de fevereiro, a Estação Ecológica dos Chauás, no município de Iguape, promoveu a oficina “Cultivo e Transformação do Bambu como Alternativa Sustentável para Geração de Renda na Agricultura Familiar”. A atividade aconteceu no salão da Paróquia Nossa Senhora do Rocio, sob coordenação de Juliana Cortez Barbosa, da Universidade Estadual Paulista (Unesp) de Itapeva, acompanhada das professoras Maristela Gava e Elen Morales.

O objetivo foi oferecer novas alternativas e benefícios econômicos à população carente, que reside no entorno da Unidade de Conservação, orientando os participantes sobre como cultivar e transformar o bambu nas múltiplas possibilidades de artesanato e culinária que a planta oferece. Participaram das atividades 27 pessoas, entre pequenos agricultores, pescadores e artesãos dos bairros Pinheirinhos, Capoava do Momuna, Momuna, Cavalcante e Bocuí.

A oficina teve início com uma palestra sobre o potencial do bambu. Em seguida, cada participante pode escolher um tema de seu interesse. Durante os dois dias foram ministrados os cursos: Cultivo e Manejo do bambu; Cursos de Tratamento de bambu; Cursos de produção de artefatos de bambus e artesanato; Cursos de produção de carvão de bambu; Cursos de construção de bambu; Cursos de brotos de bambu comestíveis; Curso de móveis de bambu; e Proteção de nascente.

O evento foi realizado pela Gerência e Diretoria do Litoral Sul da Fundação Florestal, vinculada à Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente do Estado, e contou como apoio da Unesp, ICMBio, Paróquia Nossa Senhora do Rocio, Fundação Instituto de Terras do Estado de São Paulo (Itesp) e Coordenadoria de Desenvolvimento Rural Sustentável (CDRS), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado.

História

A Estação Ecológica dos Chauás foi criada em 1987, em área total de 2.699,60 hectares, situada 100% no município de Iguape. Com cobertura vegetal predominantemente constituída por floresta de restinga, no bioma de Mata Atlântica, é riquíssima em bromélias e aráceas; caixetais e guanandizais.

O local apresenta fauna rica e diversificada, podendo ser encontrados pavó, macuco, mão-pelada, jacaré, suçuarana, tamanduá, lontra e capivara. As características naturais da estação propiciam condições perfeitas para desenvolvimento de pesquisas científicas e desenvolver atividades de educação ambiental.

Levantamentos demonstraram a existência de cerca de 120 espécies de aves e nove espécies de mamíferos. Concentra em seus domínios uma grande diversidade de espécies de aves ameaçadas de extinção e/ou raras. Protege três populações (cerca de 270 indivíduos) do papagaio-cara-roxa ou chauás (Amazona brasiliensis), espécie endêmica das formações florestais de planície litorânea do sul e sudeste brasileiro.

O post Estação Ecológica dos Chauás realiza oficina sobre o cultivo do bambu apareceu primeiro em Governo do Estado de São Paulo.

To Top