Rouhani diz que não há quarentenas urbanas planejadas no Irã apesar do surto de coronavírus
Asia

Rouhani diz que não há quarentenas urbanas planejadas no Irã apesar do surto de coronavírus

DUBAI (Reuters) – O presidente Hassan Rouhani disse nesta quarta-feira que o Irã não tem planos de colocar em quarentena quaisquer “cidades e distritos” em resposta ao surto de coronavírus no país, que o Ministério da Saúde disse ter matado 19 pessoas, informou a TV estatal.

No entanto, havia planos de impor alguma restrição em locais sagrados xiitas e cancelar alguns sermões na sexta-feira, o tradicional dia de oração pública da República Islâmica, disse o ministro da Saúde, Saeed Namaki.

O Irã teve o maior número de mortes pelo vírus fora da China, onde ele surgiu no final de 2019. O porta-voz do Ministério da Saúde, Kianush Jahanpur, disse que 139 pessoas foram infectadas.

Rouhani acusou os Estados Unidos, inimigo de longa data, de tentar paralisar o país com medo.

“Não devemos permitir que a América adicione um novo vírus ao coronavírus, interrompendo nossas atividades sociais, espalhando um tremendo medo”, disse Rouhani, segundo a TV estatal.

Vários vizinhos do Irã fecharam suas fronteiras e proibiram voos do Irã devido a temores em relação ao vírus, o que poderia prejudicar a já frágil economia da República Islâmica.

A economia do Irã está arrasada desde que os Estados Unidos se retiraram de um acordo nuclear multilateral em 2018 e voltaram a impor sanções contra Teerã.

Reportagem de Babak Dehghanpisheh

tagreuters.com2020binary_LYNXNPEG1P295-BASEIMAGE

To Top