Taxas de navios-tanque despencam mais de 80% diante de epidemia de coronavírus
Asia

Taxas de navios-tanque despencam mais de 80% diante de epidemia de coronavírus

Por Michael Shields

GENEBRA (Reuters) – As taxas de afretamento de navios-tanque despencaram mais de 80% à medida que a epidemia de coronavírus pressiona as principais economias do mundo, custando ao setor centenas de milhões de dólares em negócios perdidos, disse uma autoridade da indústria.

Ainda que parte das perdas sejam definitivas, uma recuperação comercial no final deste ano poderia colocar o setor de volta em águas mais calmas, afirmou à Reuters o secretário-geral da Câmara Internacional de Navegação (ICS, na sigla em inglês), Guy Platten, em entrevista nesta quarta-feira.

A ICS é a principal associação comercial de proprietários de empresas do setor e operadores, representando mais de 80% da frota comercial do mundo.

Platten classificou a epidemia de Covid-19 como “extremamente disruptiva” para o setor de transportes, desencadeando uma redução maciça das importações de matérias-primas pela China, uma vez que fábricas registraram paralisações e estão apenas começando a se recuperar.

“Em relação aos bens acabados, você tem contêineres vazios na China, por exemplo, e uma escassez de contêineres nos Estados Unidos, pois os produtos manufaturados não estão saindo da China e sendo transportados ao redor do mundo. Isso está afetando toda a cadeia de suprimento em todo o setor do transporte marítimo”, disse Platten.

Ele acrescentou que é difícil estimar os custos gerais para o setor.

“Tudo o que sabemos é que houve uma queda absoluta nas taxas para várias classes de navios… Sabemos que há filas de contêineres navegando vazios. Neste momento, seriam centenas de centenas de milhões de dólares em risco”, afirmou.

“No setor de navios-tanque, sabemos que as taxas recuaram mais de 80% somente em uma área”, acrescentou Platten.

(Reportagem adicional de Jan Schwartz, em Hamburgo)

tagreuters.com2020binary_LYNXNPEG1P262-BASEIMAGE

To Top