Governo Sanders poderia começar com programa de emprego de U$300 bilhões, diz assessora
Economy

Governo Sanders poderia começar com programa de emprego de U$300 bilhões, diz assessora

Por Howard Schneider

WASHINGTON (Reuters) – Um governo de Bernie Sanders poderia começar com uma garantia de cerca de 300 bilhões de dólares em empregos federais antes de buscar trilhões para novos gastos com saúde, meio ambiente e infraestrutura, disse uma das principais assessoras do pré-candidato que lidera as pesquisas da corrida presidencial democrata.

Sanders, senador do Vermont que se descreve como um democrata socialista, prometeu realizar uma transformação abrangente da economia dos Estados Unidos se tirar as chaves da Casa Branca do presidente Donald Trump, um republicano, na eleição de novembro de 2020.

Uma garantia de empregos, por meio da qual o governo federal asseguraria vagas para qualquer pessoa que queira trabalhar, seria um primeiro passo lógico para o aspirante a presidente, disse Stephanie Kelton, a principal conselheira econômica de Sanders desde sua campanha presidencial fracassada de 2016.

“Gosto muito da ideia de ter uma salvaguarda em vigor já no início porque, como a maioria das pessoas, me preocupo com o que acontecerá quando a próxima retração vier”, disse Kelton, professora de economia da Universidade Stony Brook, do Estado de Nova York, a jornalistas nesta semana.

Ela estima que a garantia de empregos aumentaria o déficit federal em cerca de 1,5% do Produto Interno Bruto (PIB), mas atingiria a meta do pleno emprego pleno.

Com esta primeira proposta em ação, Sanders poderia voltar sua atenção ao cancelamento do 1,7 trilhão de dólares de créditos estudantis federais, uma medida que Kelton diz que fortaleceria o crescimento econômico.

Alguns dos rivais do senador o criticaram por não mencionar custos e rotularam suas propostas como um presente para os republicanos em novembro.

tagreuters.com2020binary_LYNXNPEG1Q1P5-BASEIMAGE

To Top