Chuvas ajudam soja no norte da Argentina, mas projeção para safra pode cair, diz bolsa
Agro

Chuvas ajudam soja no norte da Argentina, mas projeção para safra pode cair, diz bolsa

BUENOS AIRES (Reuters) – Chuvas registradas nos últimos dias melhoraram as condições da soja no norte da Argentina, disse nesta quinta-feira a Bolsa de Cereais de Buenos Aires (BCBA), embora tenha acrescentado que poderá reduzir sua previsão para a safra, de 52 milhões de toneladas, pela chegada tardia das precipitações.

Na semana passada, a BCBA diminuiu a estimativa de produção argentina da oleaginosa, antes projetada em 54,4 milhões de toneladas, devido às altas temperaturas e precipitações limitadas, que afetaram o país entre o final de fevereiro e o início de março.

“Essa recuperação hídrica é oportuna em setores do NEA (nordeste argentino), mas chega tarde ao centro e ao sul da região agrícola”, disse a bolsa em relatório semanal de cultivos, no qual acrescentou que não descarta “futuras reduções em função dos rendimentos registrados”.

A colheita da oleaginosa na Argentina, maior exportadora global de óleo e farelo de soja, terá início nos próximos dias.

Em relação ao milho, cuja safra foi estimada em 50 milhões de toneladas, a BCBA disse que as chuvas recentes ajudaram a melhorar o estado das áreas semeadas de maneira tardia, mas que causaram atrasos na colheita, que possui 13,6% concluídos.

(Reportagem de Maximilian Heath)

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG2I28W-BASEIMAGE

To Top