Periferias de São Paulo têm bailes funk em meio a pandemia
Últimas Notícias

Periferias de São Paulo têm bailes funk em meio a pandemia

portalmixvaleultimasnoticias1200 (1)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – No último final de semana, relatos de moradores e vídeos publicados em redes sociais mostram que houve bailes funk na Brasilândia, zona norte, e em Cidade Tiradentes, zona leste de São Paulo. As aglomerações aconteceram mesmo diante da pandemia do novo coronavírus.
A partir das 18h do último dia 22, alguns moradores do Jardim Corumbé, bairro localizado na Brasilândia, publicaram vídeos de aglomerações em ruas da região. Além dos frequentadores, as imagens registraram muitos carros, motos e som alto.
Na zona leste, moradores de Cidade Tiradentes também relataram som alto, movimento de motos e concentração de pessoas na rua.
A situação preocupa moradores. Além do risco dos frequentadores dos bailes serem contaminados, eles podem transmitir o vírus para pessoas próximas, como parentes que estejam no grupo de risco. “Não estão levando a sério”, comenta um morador.
O Ministério da Saúde recomenda que a população só saia de casa se for inevitável. A medida é uma forma de evitar o novo coronavírus. Com o balanço divulgado nesta segunda (23), o estado de São Paulo somava 745 casos confirmados pela doença e 30 mortes.
No último sábado, o governador João Dória (PSDB) decretou quarentena entre a próxima terça-feira (24) e 7 de abril. Além disso, ele disse que “medidas policiais” serão tomadas para evitar aglomerações nas ruas do Estado.
OUTRO LADO
Em nota, a Secretaria de Seguraça Pública, gestão João Doria (PSDB), diz que continua regularmente com as ações de patrulhamento preventivo e ostensivo, de acordo com os programas de policiamento e escalas definidos pela instituição.
O serviço de inteligência da PM monitora a organização de pancadões, inclusive com uso de Dronepol, para identificar os locais onde ocorrem –já que os participantes alteram constantemente o endereço das concentrações– e realiza a Operação Paz e Proteção em todas as regiões da Capital. Identificados, os promotores desses eventos serão responsabilizados criminalmente.

To Top