Wall St volta a cair com fracasso de medidas históricas do Fed em estancar vendas
Business

Wall St volta a cair com fracasso de medidas históricas do Fed em estancar vendas

Por Noel Randewich

NOVA YORK (Reuters) – A queda de Wall Street se aprofundou nesta segunda-feira, com a rápida propagação do coronavírus forçando mais Estados norte-americanos a paralisarem as atividades, ofuscando medidas sem precedentes do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) para impulsionar o crédito em toda a economia.

Após reduzir recentemente as taxas de juros para próximo de zero, o Fed agora irá conceder empréstimos a estudantes e financiamentos com cartão de crédito, além de apoiar a compra de títulos corporativos e fazer empréstimos diretos a empresas.

O anúncio das medidas extraordinárias elevou, brevemente, os futuros do índice de ações norte-americanas antes mais cedo no pregão desta segunda-feira, mas o número crescente de mortos pelo Covid-19 e uma série de paralisações em mais Estados dos EUA rapidamente levaram os principais índices para o vermelho, colocando o S&P 500 ao ritmo de seu pior mês desde a Segunda Guerra Mundial.

“O que o Fed fez é importante porque ajuda nos mercados de crédito. Mas não é suficiente do ponto de vista do mercado de ações”, disse Willie Delwiche, estrategista de investimentos da Robert W. Baird em Milwaukee.

“O que precisamos agora é de liderança no Congresso para aprovar algum tipo de lei de estímulo, porque o que o Fed está fazendo é aliviar alguns problemas, mas isso não é suficiente para resolver o que está por aí”.

Investidores esperavam que o Senado norte-americano aprovasse um pacote de estímulo ao coronavírus em mais de 1 trilhão de dólares no fim de semana, mas democratas e republicanos ainda estavam tentando chegar a um acordo.

Maryland, Ohio, Louisiana e Delaware juntaram-se a Nova York e Califórnia ao solicitarem às pessoas que fiquem em casa, prenunciando uma quase interrupção da atividade econômica e mais sofrimento para as ações dos EUA e levando vários analistas a reduzir suas previsões de crescimento.

O Goldman Sachs espera uma contração real do Produto Interno Bruto (PIB) global em 2020 na esteira de um tombo de 24% do PIB real dos EUA no segundo trimestre: duas vezes e meia superior à queda recorde do pós-guerra.

O Dow Jones caiu 3,12%, terminando em 18.576,04 pontos, enquanto o S&P 500 perdeu 2,96%, para 2.236,7 pontos. O Nasdaq Composite retraiu 0,27% para 6.860,67 pontos, tendo seu declínio geral amortecido por um aumento de 3,07% nas ações da Amazon.com.

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG2M21J-BASEIMAGE

To Top