Cidades do ABC mantêm frota mínima de ônibus municipais
Últimas Notícias

Cidades do ABC mantêm frota mínima de ônibus municipais

portalmixvaleultimasnoticias1200 (1)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, que reúne as prefeituras das setes cidades do ABC Paulista, reviu a decisão de suspender temporariamente o transporte de ônibus municipais durante a pandemia do novo coronavírus e anunciou nesta terça-feira (24) que as prefeituras vão manter uma frota mínima circulando.
Segundo o consórcio, a partir da zero hora do próximo domingo (29) o transporte coletivo municipal de Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra será realizado com frota de 50% nos horários de pico e de 30% nos demais horários, de segunda a sexta-feira. Aos fins de semana e feriados a frota será de 30% nos horários de pico e de 15% nos demais horários. Não há previsão de corte em nenhuma linha de ônibus.
A decisão, chamada de realinhamento, foi tomada após reunião pela internet com os prefeitos das sete cidades do ABC e os secretários estaduais secretários estaduais Alexandre Baldy (Transportes Metropolitanos) e Marco Vinholi (Desenvolvimento Regional).
Em nota, o consórcio disse que a decisão foi tomada após “reavaliação e estudos técnicos tanto do governo do estado, com base nas linhas da CPTM, do Metrô, da Metra e outras linhas que interferem no sistema de transporte público municipal com o ABC, e com os estudos técnicos das secretarias de mobilidade dos sete municípios”.
O presidente do consórcio e prefeito de Rio Grande da Serra, Gabriel Maranhão (Cidadania), disse que houve um “realinhamento estratégico” na decisão de suspender o transporte municipal para que trabalhadores de empresas que prestam serviços essenciais não fossem prejudicados.
Segundo Maranhão, duas empresas da região, uma que produz oxigênio e outra que lava lençóis para hospitais de São Paulo, solicitaram a manutenção do transporte.
Maranhão ressaltou que o transporte público pode ser uma fonte de transmissão do novo coronavírus. Por isso a necessidade de restringir a circulação de passageiros. Segundo ele, as sete cidades do ABC tinham, até segunda-feira (23), 30 casos confirmados e oito mortes por suspeita de covid-19 sendo investigadas.
A redução de circulação de ônibus e passageiros no ABC já começou nesta segunda-feira (23). A frota de ônibus nas ruas das sete cidades está 30% menor e o número de passageiros transportados caiu 70%.

To Top