Trigo avança em Chicago com forte demanda por pães; milho se firma, soja recua
Agro

Trigo avança em Chicago com forte demanda por pães; milho se firma, soja recua

Por Julie Ingwersen

CHICAGO (Reuters) – Os contratos futuros do trigo negociados em Chicago avançaram nesta quarta-feira, com o vencimento maio atingindo uma máxima de dois meses, apoiados por uma mistura de compras técnicas e forte demanda global por pães, à medida que o coronavírus leva consumidores a estocar produtos.

Os futuros do milho também fecharam em leve alta, com suporte de nova demanda por exportação dos EUA, enquanto a soja registrou queda, devolvendo ganhos do início da sessão, mesmo com as preocupações de que medidas de contenção ao coronavírus possam interromper ofertas em portos sul-americanos.

“A preocupação é de que um grande porto, como o de Santos, no Brasil, ou o de Rosario, na Argentina, seja fechado completamente. Aí você poderia ver a demanda se movendo em massa rumo aos EUA, à procura de farelo e óleo de soja”, disse Michael Magdovitz, analista de commodities do Rabobank.

O contrato maio do trigo fechou em alta de 18,50 centavos de dólar, a 5,80 dólares por bushel, depois de atingir mais cedo a marca de 5,8325 dólares, maior nível para o vencimento desde 22 de janeiro.

O milho para maio avançou 1,25 centavo, para 3,4850 dólares/bushel, enquanto o vencimento maio da soja recuou 5,25 centavos, terminando o dia cotado a 8,8150 dólares o bushel.

(Reportagem de Julie Ingwersen, com reportagem adicional de Christopher Walljasper em Chicago, Gus Trompiz em Paris e Naveen Thukral em Cingapura)

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG2O2JA-BASEIMAGE

To Top