Segunda parcela do 13º do INSS: Antecipação por causa do Coronavírus
Benefícios

Segunda parcela do 13º do INSS: Antecipação por causa do Coronavírus

INSS Previdência Pente-Fino Revisão Antencipação Salário Social Reforma da Previdência Aposentadoria Benefícios FGTS Bolsa Família Nis CNIS Extrato Banco Governo Pis Pasep Pis-Pasep Aposentado Idoso FGTS Caixa Banco do Cálculo Demora Brasil Maternidade Auxílio-Reclusão Saques Pagamento Vencimento Retiradas Refis MeuINSS Auxílio-Doença Aposentadoria Por Invalidez Contribuição BPC-Loas Pensão por Morte Pensionista Empréstimo MEi Consignado

Segunda parcela do 13º do INSS: Antecipação por causa do Coronavírus. O governo vai antecipar para maio o pagamento da segunda parcela do 13º salário dos aposentados e pensionistas do INSS. A medida vai colocar mais R$ 23 bilhões em circulação para tentar conter os efeitos negativos do coronavírus na economia, anunciou nesta segunda (16) o ministro da Economia, Paulo Guedes. Baixe o Aplicativo Gratuito do Portal Mix Vale

A gestão de Jair Bolsonaro já tinha anunciado a antecipação da primeira parcela do 13º para abril. A previsão da Secretaria de Previdência é que a primeira parte do 13º seja paga entre os dias 24 de abril e 8 de maio de 2020. O órgão não informou os dias exatos da segunda parcela.

“Vamos cuidar exatamente dos mais vulneráveis, os idosos. Já tínhamos antecipado R$ 23 bilhões, para pagamento em abril, do 13º do INSS, aposentados e pensionistas. Já estamos anunciando mais R$ 23 bilhões em maio. Então, metade do 13º salário para abril, a outra metade estamos anunciando para maio”, disse Guedes.

Governo zera fila de espera no Bolsa Família(Abre numa nova aba do navegador)

Em conjunto com ações anunciadas na semana passada, o pacote do governo federal tem um impacto de R$ 147,3 bilhões.

Também será antecipado para junho o pagamento do abono salarial do PIS, totalizando R$ 12,8 bilhões.

O ministério da Economia informou ainda que valores não sacados de PIS/Pasep serão transferidos para o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) para permitir novos saques, no valor de R$ 21,5 bilhões.

Dentre as medidas anunciadas para a manutenção dos empregos, está previsto o adiamento do prazo de pagamento de tributos. Com isso, as empresas poderão adiar o pagamento do FGTS por três meses.

Primeira parcela do 13º do INSS no mês que vem devido a pandemia do vírus(Abre numa nova aba do navegador)

O governo pretende destinar mais R$ 3,1 bilhões ao Bolsa Família para que mais de um milhão de famílias entrem no programa de transferência de renda, que sofre com falta de recursos.

Haverá ainda liberação de R$ 5 bilhões de crédito para micro e pequenas empresas. Outra medida anunciada pelo ministro é a redução de 50% nas contribuições do Sistema S pelo mesmo período, com impacto de R$ 2,2 bilhões. (com Folha)

Golpes do PIS-PASEP: Como não ser ser vitima?(Abre numa nova aba do navegador)

To Top