Café sobe mais de 15% em março com demanda firme e temor sobre oferta, diz Cepea
Agro

Café sobe mais de 15% em março com demanda firme e temor sobre oferta, diz Cepea

portalmixvaleultimasnoticias1200 (1)

SÃO PAULO (Reuters) – Os preços do café arábica no Brasil subiram com força em março, mais de 70 reais por saca na média mensal, refletindo a demanda aquecida e preocupações com a oferta, informou o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) nesta terça-feira.

O Indicador Cepea/Esalq do café tipo 6, bebida dura para melhor, posto na capital paulista, alcançou a média de 556,28 reais por saca de 60 quilos, avanço de 74,31 reais por saca, ou 15,4%, em relação à de fevereiro.

Na variação anual, o avanço foi ainda mais expressivo, de 139,90 reais por saca ou 33,6% –considerando valores deflacionados pelo IGP-DI de fevereiro de 2020.

“Esse cenário de aumento anual pode ser explicado pelo fato de que, além da forte valorização deste ano, os preços recuaram significativamente em 2019, devido à oferta elevada de café no período”, explicou o centro de estudos.

Segundo o Cepea, as altas têm se mantido neste início de abril, mas em menor intensidade.

Mesmo com o fechamento de cafeterias e restaurantes, imposto pelos governos como medida de controle da disseminação do coronavírus, a demanda por café tem seguido firme na maior parte dos países consumidores, inclusive no Brasil.

A população passou a estocar os produtos durante o período de isolamento domiciliar e passou a consumir mais a bebida dentro dos próprios lares.

“Esse cenário, por sua vez, tem estimulado compradores a adiantar seus pedidos, aumentando a demanda nos portos.”

Na ponta da oferta, o Cepea destacou que há preocupações com as possíveis complicações logísticas, especialmente com a redução do número de contêineres disponíveis para a exportação do grão.

Além disso, a baixa disponibilidade do produto nos países produtores, devido ao período de entressafra, tem levado ao consumo dos estoques de passagem nos países consumidores.

“No Brasil, além da menor disponibilidade de café da safra 2019/20, agentes também demonstram preocupações quanto à colheita 2020/21, que deve ser iniciada efetivamente em maio.”

Boa parte das lavouras conta com colheita mecanizada, mas a possível baixa disponibilidade de mão de obra também poderia afetar os trabalhos de campo.

ROBUSTA

Os valores mensais do café robusta também avançaram em março, mas em menor intensidade frente ao observado para o arábica.

A média do Indicador Cepea/Esalq do robusta tipo 6 peneira 13 foi de 320,77 por saca de 60 quilos, e a do tipo 7/8 bica corrida foi de 310,43 por saca, respectivas elevações de 4,1% e de 4,3% frente a fevereiro.

Neste início de abril, o mercado desta variedade mantém oscilações e não segue uma direção definida.

Os fundamentos para a valorização registrada em março são semelhantes aos do arábica.

(Por Nayara Figueiredo)

To Top