Em crítica velada à China, Pompeo pede transparência em luta contra coronavírus
Asia

Em crítica velada à China, Pompeo pede transparência em luta contra coronavírus

portalmixvaleultimasnoticias1200 (1)

Por Humeyra Pamuk e David Brunnstrom

WASHINGTON (Reuters) – O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, cobrou nesta terça-feira que todos os países sejam transparentes e honestos enquanto enfrentam a pandemia de coronavírus, em uma crítica velada à China.

Separadamente, uma autoridade de alto escalão do governo Trump exortou a China a permitir que os Estados Unidos trabalhem diretamente com os laboratórios da cidade de Wuhan, onde o vírus surgiu no final do ano passado, dizendo que é essencial para salvar vidas globalmente.

Em uma coletiva de imprensa no Departamento de Estado, Pompeo não citou a China nominalmente e evitou a retórica dura que usou recentemente. Ele já acusou Pequim de encobrir a escala do surto nos primeiros dias e de não compartilhar dados precisos.

Pompeo disse que todos os países têm a obrigação de fornecer dados exatos e oportunos para ajudar o mundo a aprender mais sobre o vírus. “Toda nação, seja uma democracia ou não, tem que compartilhar este tipo de informação de uma maneira transparente, aberta e eficiente”.

O secretário amenizou o tom usado com a China desde um telefonema de 27 de março entre o presidente dos EUA, Donald Trump, e o presidente chinês, Xi Jinping, após o qual Trump atenuou suas críticas à forma como a China está lidando com o vírus.

A China insiste que tem sido transparente a respeito da pandemia e criticou duramente autoridades norte-americanas que expressaram dúvidas a esse respeito.

((Tradução Redação Rio de Janeiro; 55 21 2223-7128))

REUTERS PF

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG36277-BASEIMAGE

To Top