China garantirá área agrícola em 2020 e vê produção estável
Agro

China garantirá área agrícola em 2020 e vê produção estável

portalmixvaleultimasnoticias1200 (1)

PEQUIM (Reuters) – A China manterá a área total cultivada e a produção de grãos estáveis ​​em 2020, disse o primeiro-ministro Li Keqiang nesta sexta-feira, em um esforço para garantir o suprimento de alimentos para a maior população do mundo.

O país dará mais subvenções aos principais condados produtores de grãos e aumentará o preço mínimo de compra de arroz, disse Li em seu relatório anual ao parlamento.

“É imperativo, e está dentro de nossa capacidade, garantir o suprimento de alimentos para 1,4 bilhão de chineses através de nossos próprios esforços”, disse Li.

Os comentários foram feitos enquanto a epidemia global de coronavírus agita as cadeias de suprimentos agrícolas em todo o mundo e ameaça desencadear interrupções de fluxos.

As autoridades chinesas pediram que empresas estatais e privadas aumentem os estoques de produtos agrícolas, como soja e milho, para se preparar para eventuais interrupções do surto.

Os agricultores chineses planejam plantar 70 milhões de mu (4,6 milhões de hectares ou 11,4 milhões de acres) de arroz no início deste ano, mais de 3 milhões de mu em relação ao ano anterior, segundo Li. Um mu é uma unidade tradicional usada para a área terrestre.

A China também garantirá o fornecimento de sementes, fertilizantes, pesticidas e máquinas agrícolas, acrescentou Li.

A China continuará a promover a recuperação da produção suína e fortalecer a inspeção e prevenção de importantes doenças animais, como peste suína africana.

A doença altamente contagiosa dos porcos reduziu o rebanho de porcos da China em pelo menos 40%, cortando a produção da carne favorita do país e levando os preços a níveis altos.

Separadamente, o ministro da Agricultura, Han Changfu, disse nesta sexta-feira que a peste suína permanece uma ameaça severa, mas a nação não verá um forte aumento dos preços.

“A China não terá uma crise de oferta de grãos”, disse ele.

(Por Muyu Xu, Min Zhang e Tom Daly)

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG4L1N5-BASEIMAGE

To Top