Exportação de arroz da Índia pode avançar até 15% em 2020/21 com apoio de estocagens
Agro

Exportação de arroz da Índia pode avançar até 15% em 2020/21 com apoio de estocagens

portalmixvaleultimasnoticias1200 (1)

Por Rajendra Jadhav

MUMBAI (Reuters) – As exportações de arroz da Índia podem avançar em até 15% em 2020/21, à medida que compradores adquirem as ofertas de baixo custo do país para reconstruir estoques após a pandemia de coronavírus restringir embarques, disseram dois membros da indústria nesta sexta-feira.

Essas são algumas das primeiras estimativas para as exportações de arroz no novo ano fiscal, iniciado em 1º de abril. O aumento dos embarques da Índia, maior exportadora global de arroz, pode limitar as altas dos preços globais e ajudar Nova Délhi a reduzir os volumosos estoques.

“Há um aumento na demanda por arroz indiano neste momento, e nós estamos esperando que essa demanda se mantenha por mais algum tempo”, disse Nitin Gupta, vice-presidente da divisão de arroz da Olam India.

As exportações de arroz da Índia em 2019/20 somaram 9 milhões de toneladas, menor nível em oito anos, segundo dados do governo do país.

A demanda melhorou com o ganho de competitividade do arroz indiano após o valor da rupia despencar para mínimas recordes, segundo B.V. Krishna Rao, presidente da Associação de Exportadores de Arroz da Índia.

Isso faz com que a oferta indiana tenha desconto em relação às de países competidores, o que levou nações da África e da Ásia (entre elas Malásia e Filipinas) às compras, segundo Rao.

O arroz indiano foi cotado entre 385 dólares e 389 dólares por tonelada nesta semana, enquanto os embarques da Tailândia –segunda maior exportadora global– giraram em torno de 480 dólares e 505 dólares por tonelada.

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG4L1UW-BASEIMAGE

To Top