Trigo e soja recuam em Chicago por piora nas perspectivas de exportação dos EUA
Agro

Trigo e soja recuam em Chicago por piora nas perspectivas de exportação dos EUA

portalmixvaleultimasnoticias1200 (1)

Por Christopher Walljasper

CHICAGO (Reuters) – Os contratos futuros do trigo negociados em Chicago recuaram nesta sexta-feira após três dias de ganhos, com o dólar mais firme tirando a vantagem do produto dos Estados Unidos no mercado externo e por previsões de chuvas que indicam alívio para o solo nas Planícies norte-americanas.

Os mercados da soja também tiveram queda por temores quanto à demanda por exportações dos EUA, com as vendas para a China no foco, após o presidente Donald Trump ter alertado que o país reagiria “de maneira muito forte” a uma nova legislação de segurança nacional anunciada por Pequim para Hong Kong na sequência de protestos pró-democracia no ano passado.

Operadores também citaram uma dose de ajustes de posições antes do feriado do Memorial Day nos EUA. Os mercados de grãos estarão fechados na segunda-feira.

O contrato julho da soja fechou em queda de 1,75 centavo de dólar, a 8,3325 dólares por bushel, enquanto o trigo para julho cedeu 7,25 centavos, para 5,0875 dólares/bushel.

“O dólar está começando a se firmar de novo. Estamos vendo o trigo recuar por causa disso”, afirmou Karl Setzer, analista de riscos em commodities da AgriVisor.

O mercado do milho teve leve alta, com o vencimento julho avançando 0,25 centavo, para 3,18 dólares o bushel, após ter atingido o menor nível em mais de uma semana.

Projeções de clima favorável à safra no meio-oeste dos EUA, no entanto, limitaram o avanço do milho.

(Reportagem de Christopher Walljasper, com reportagem adicional de Mark Weinraub em Chicago, Nigel Hunt em Londres e Naveen Thukral em Cingapura)

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG4L1XJ-BASEIMAGE

To Top