Correios irão cadastrar pessoas no Auxílio emergencial após parceria
Benefícios

Correios irão cadastrar pessoas no Auxílio emergencial após parceria

Correios anunciam implantação de agências dentro de lojas

Correios irão cadastrar pessoas no Auxílio emergencial após parceria. O Ministério da Cidadania deve fechar na próxima semana uma parceria com os Correios para facilitar ainda mais o acesso ao auxílio emergencial, benefício criado pelo Governo Federal para garantir uma renda mínima aos brasileiros em situação mais vulnerável durante a pandemia da Covid-19 (novo coronavírus). O cadastramento para receber o auxílio poderá ser feito também nas agências dos Correios.

“Não descansamos quando sabemos que algumas pessoas correm o risco de não receber o recurso. Temos que encontrar uma solução. A solução conveniada com os Correios, para aqueles que não têm alguém que ajude a cadastrar, ou seja, os ultravulneráveis, é para que ele consiga acessar uma rede complementar à da Caixa, que está numa grande missão, e permitir que a pessoa possa se cadastrar e acessar igual a todos que pediram pelos meios digitais”, ressaltou o secretário executivo do Ministério da Cidadania, Antônio José Barreto.

Calendário da 2ª parcela do auxílio emergencial sai na próxima semana(Abre numa nova aba do navegador)

Até a tarde desta quinta-feira (07.05), a Caixa contabilizava o pagamento de R$ 35,5 bilhões de auxílio emergencial a mais de 50 milhões de brasileiros. O montante total referente ao pagamento da primeira parcela deve chegar a R$ 41,5 bilhões, com a análise de mais 17 milhões de CPFs ainda nesta noite, um universo que deve representar aproximadamente oito milhões de pessoas elegíveis, como projetou o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni.

“Vamos chegar a cerca de 58 milhões de pessoas com o benefício creditado. Completando em torno de 98% da primeira fase, com todos os que requisitaram o auxílio em abril. Essa cobertura deve chegar a mais de 100 milhões de pessoas. Significa que, em um mês, o Brasil proporcionou uma cobertura de metade da sua população”, afirmou Onyx Lorenzoni.

Auxílio de R$ 600: Governo vai criar aplicativo para cadastrar informais(Abre numa nova aba do navegador)

A estimativa é que a avaliação e o pagamento da primeira parcela sejam concluídos até o início da próxima semana. O ministro fez questão de tranquilizar as pessoas que estão na fila para receber o benefício: “A determinação do presidente Jair Bolsonaro é que ninguém ficará para trás, e a determinação da Lei é que as três parcelas estão garantidas para todos. O cadastro no site ou aplicativo fica disponível até 2 de julho. Se a pessoa se cadastrar nesse dia e for considerada elegível, ela vai receber as três parcelas”.

O Nordeste é a região com o maior número de beneficiados pelo auxílio emergencial: 37% do total. Em seguida vêm a região Sudeste, com 34,9%; Norte, com 11%; Sul, com 9,9%; e Centro-Oeste, com 6,8%.

Consulte com o NIS a parcela 13º salário INSS(Abre numa nova aba do navegador)

To Top