Carga de energia deve recuar 5,4% em junho, projeta ONS, após tombo de 12% em abril
Economy

Carga de energia deve recuar 5,4% em junho, projeta ONS, após tombo de 12% em abril

SÃO PAULO (Reuters) – A carga de energia do sistema elétrico interligado do Brasil deve recuar 5,4% em junho na comparação com mesmo período do ano passado, projetou nesta sexta-feira o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), com a demanda ainda impactada pela pandemia de coronavírus.

Mas a previsão, que vem em momento em que regiões do país incluindo São Paulo sinalizam alívio em medidas de isolamento adotadas contra a disseminação da doença, ainda representaria desempenho bem melhor que em abril, quando a carga tombou quase 12%.

A expectativa mais otimista é puxada principalmente pelo Sul, onde o ONS agora vê recuo de apenas 1,8% na demanda em junho, e pelo Nordeste, onde aponta para queda de 2,4%.

O Sudeste deve seguir como região mais afetada pela pandemia, com redução estimada de 7,5% na carga no mês, enquanto no Norte a projeção é de baixa de 4,3%.

Em abril, primeiro mês inteiramente sob impacto de quarentenas estabelecidas por governadores e prefeitos contra a Covid-19, a demanda por eletricidade caiu 12,5% no Sudeste e 11% no Sul. No Nordeste a baixa foi de 10,9% e no Norte o recuo foi menor, de 7,3%.

O ONS também divulgou projeções para as chuvas na região das hidrelétricas– as precipitações no Sudeste e do Nordeste, que concentram os principais reservatórios, foram estimadas em 77% da média histórica.

O Sul seguirá com precipitações fracas, em 29% da média histórica, em meio a uma seca que afeta a região desde meados do ano passado. Já o Norte deve ter precipitações acima do normal, em 116% da média.

(Por Luciano Costa)

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG4S22E-BASEIMAGE

To Top