Agências do INSS vão ficar fechadas durante o Covid-19?
Benefícios

Agências do INSS vão ficar fechadas durante o Covid-19?

INSS Previdência Pente-Fino Revisão Antencipação Salário Social Reforma da Previdência Aposentadoria Benefícios FGTS Bolsa Família Nis CNIS Extrato Banco Governo Pis Pasep Pis-Pasep Aposentado Idoso FGTS Caixa Banco do Cálculo Demora Brasil Maternidade Auxílio-Reclusão Saques Pagamento Vencimento Retiradas Refis MeuINSS Auxílio-Doença Aposentadoria Por Invalidez Contribuição BPC-Loas Pensão por Morte Pensionista Empréstimo MEi Consignado

Agências do INSS vão ficar fechadas durante o Covid-19? Os postos do órgão responsável por conceder e pagar aposentadorias, pensões e auxílios-doença fecharam suas portas oficialmente em 23 de março devido à quarentena necessária para frear a propagação do novo coronavírus. Em São Paulo, as unidades estão fechadas desde 19 de março.

R$ 7 bilhões em pagamento de atrasados no INSS em uma ano(Abre numa nova aba do navegador)

A portaria que determinou a suspensão do atendimento nas agências já previa a possibilidade de prorrogação da quarentena.

A decisão de manter o fechamento das agências foi tomada na tarde desta terça-feira (28) pela Secretaria Especial de Previdência e Trabalho e pelo próprio INSS. O ato confirmando a continuação da quarentena deverá ser publicado nesta quinta no “Diário Oficial da União”.

INSS paga novo valor de piso(Abre numa nova aba do navegador)

Não há, por enquanto, informações sobre a data em que o atendimento em locais físicos será restabelecido no país.

Um grupo de trabalho, que contará com a participação do Ministério da Saúde, será composto para coordenar o processo de reabertura das agências. Os serviços continuarão a ser realizados pelo Meu INSS ou na Central 135. Confira algumas opções ao lado.

Contratação de servidores é aprovada

O governo federal deverá publicar nesta quinta-feira (30) o edital de convocação de 8.230 servidores que vão trabalhar temporariamente no INSS para destravar a fila de pedidos de benefícios previdenciários.

A contratação dos profissionais, que atuarão no atendimento ao público e na análise de pedido de benefícios, foi autorizada nesta terça-feira (27) pelo Ministério da Economia.

Serão contratados servidores aposentados pelo regime próprio de previdência social da União e os militares inativos para o desempenho das atividades.

De acordo com portaria publicada no “Diário Oficial da União”, as vagas foram distribuídas da seguinte forma: 7.400 vão atuar em atendimento e serviços administrativos no INSS, 255 na perícia médica federal, 235 no Conselho de Recursos da Previdência Social, 50 na Subsecretaria dos Regimes Próprios e 290 no Departamento de Centralização de Serviços de Inativos e Pensionistas. (CC)

Saque de R$ 1.045 do FGTS é liberado novamente(Abre numa nova aba do navegador)

To Top