Auxílio Emergencial: veja como realizar o preenchimento para devolução do benefício
Auxílio Emergencial

Auxílio Emergencial: veja como realizar o preenchimento para devolução do benefício

Principais notícias de benefícios do Brasil - INSS – Bolsa Família – FGTS – BPC – Cadastro Único – Pis-Pasep – Loterias – Minha Casa Minha Vida – Seguro Desemprego - Aposentadoria

Auxílio Emergencial: veja como realizar o preenchimento para devolução do benefício. Leitora preencheu a devolução do auxílio emergencial achando que estava fazendo a consulta da segunda parcela.Baixe o Aplicativo Gratuito do Portal Mix Vale

Obter o auxílio emergencial é questão de sobrevivência para muitos brasileiros que estão sem renda durante a pandemia do coronavírus.

Aluguel poderá ser suspenso na Pandemia: Saiba como(Abre numa nova aba do navegador)

Mas imagine a situação de ser aprovada para receber o auxílio, receber o dinheiro no primeiro mês e, ao tentar verificar quando cai a segunda parcela, descobrir que preencheu uma página para devolução do dinheiro.

Entenda o modo de Cálculo do pagamento mensal do do Bolsa Família(Abre numa nova aba do navegador)

Foi o que aconteceu com a leitora Ana Gabriela Rodrigues, que nos enviou a seguinte pergunta:

Reprodução/Facebook

A página para devolução do auxílio emergencial foi criada para que pessoas que receberam o dinheiro sem se enquadrar no direito ao benefício possam devolver o auxílio aos cofres públicos. Não é o caso da leitora.

Ana Gabriela conta que o motivo para preencher por engano a página da devolução foi pensar que estava entrando no link para consultar o pagamento da segunda parcela. Somente depois de preencher é que percebeu que era um link para devolução. 

Por que não caiu na minha conta o valor do Auxílio emergencial?(Abre numa nova aba do navegador)

Reprodução/Facebook

Reprodução/Facebook

Consultado sobre a questão, o Ministério da Cidadania respondeu o seguinte:

No caso do pagamento da Guia de Recolhimento da União (GRU), emitida para devolução do auxílio emergencial, não ter sido efetivado, o benefício não será suspenso.

Correios já estão fazendo cadastro do Auxílio emergencial(Abre numa nova aba do navegador)

O cancelamento do auxílio se dará somente se o trabalhador descumprir os critérios de elegibilidade definidos pela Lei 13.982/2020 para o recebimento do benefício.

O pagamento do auxílio pode ser consultado na página da Caixa, da Dataprev ou pelo aplicativo Caixa Auxílio Emergencial.

O que é o auxílio emergencial?

É um benefício no valor de R$ 600 (que pode chegar a R$ 1.200 em alguns casos) destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados, e tem por objetivo fornecer proteção emergencial no período de enfrentamento à crise causada pela pandemia do coronavírus.

Quem tem direito ao auxílio?

Pode solicitar o benefício quem atender a todos os seguintes requisitos:

a) tiver mais de 18 anos;

b) Esteja desempregado ou exerça atividade na condição de:
– Microempreendedores individuais (MEI);

Para receber 3 parcelas Auxílio R$600 pedido tem que ser feito até quando?(Abre numa nova aba do navegador)

– Contribuinte individual da Previdência Social;

– Trabalhador Informal.

c) Pertença à família cuja renda mensal por pessoa não ultrapasse meio salário mínimo  (R$ 522,50), ou cuja renda familiar total seja de até 3 (três) salários mínimos (R$ 3.135,00).

Quem não tem direito ao auxílio?

– Quem tem emprego formal ativo;

– Quem pertence à família com renda superior a três salários mínimos (R$ 3.135,00) ou cuja renda mensal por pessoa maior que meio salário mínimo (R$ 522,50);

– Quem está recebendo Seguro Desemprego;

– Quem está recebendo benefícios previdenciários, assistenciais ou benefício de transferência de renda federal, com exceção do Bolsa Família;

– Quem recebeu rendimentos tributáveis acima do teto de R$ 28.559.70 em 2018, de acordo com declaração do Imposto de Renda.

Como devolver o Auxílio Emergencial?

Para solicitar a devolução de valores pagos fora dos critérios estabelecidos na lei, a pessoa precisa acessar o site devolucaoauxilioemergencial.cidadania.gov.br e inserir o CPF do beneficiário. Depois de preenchidas as informações, será emitida uma Guia de Recolhimento da União (GRU), e o cidadão poderá fazer o pagamento nos diversos canais de atendimento do Banco do Brasil, como a internet e os terminais de autoatendimento, além dos guichês de caixa das agências.

Fonte: R7

To Top