Confira como antecipar no INSS valores de pagamento do Auxílio Doença
INSS Previdência Pente-Fino Revisão Antencipação Salário Social Reforma da Previdência Aposentadoria Benefícios FGTS Bolsa Família Nis CNIS Extrato Banco Governo Pis Pasep Pis-Pasep Aposentado Idoso FGTS Caixa Banco do Cálculo Demora Brasil Maternidade Auxílio-Reclusão Saques Pagamento Vencimento Retiradas Refis MeuINSS Auxílio-Doença Aposentadoria Por Invalidez Contribuição BPC-Loas Pensão por Morte Pensionista Empréstimo MEi Consignado
Benefícios

Confira como antecipar no INSS valores de pagamento do Auxílio Doença

Confira como antecipar no INSS valores de pagamento do Auxílio Doença. O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) anunciou ontem a prorrogação, até o dia 31 de outubro, da antecipação do auxílio-doença e do BPC (Benefício de Prestação Continuada). A medida foi adotada pelo governo no início da pandemia para garantir o pagamento do benefício mesmo com a suspensão dos atendimentos presenciais. Baixe o Aplicativo Gratuito do Portal Mix Vale

Originalmente, antecipação se encerraria. A decisão pela prorrogação foi tomada mesmo depois de o INSS ter definido para o dia 13 de julho a data de reabertura de suas agências.

O trabalhador que solicitar a antecipação do auxílio-doença receberá R$ 1.045, o equivalente a um salário mínimo. A quantia é a mesma para todos, inclusive para aqueles com renda maior, que, pelas regras normais, teriam direito a um benefício de valor superior. No caso do BPC, que é pago para pessoas com deficiência, o valor antecipado é de R$ 600.

Como ter o atestado pela internet para receber antecipação de R$ 1.045(Abre numa nova aba do navegador)

Por conta da pandemia, as perícias presenciais não estão sendo realizadas. Por esse motivo, a liberação do benefício ocorre somente com o envio, pela internet, de um atestado médico assinado, carimbado e com informações sobre a doença que motivou a solicitação do recurso.

O auxílio-doença é pago pelo INSS aos trabalhadores que estão temporariamente incapacitados de trabalhar em razão de algum problema de saúde. Para ter direito ao benefício, a pessoa tem de ter contribuído por pelo menos 12 meses com a Previdência Social.

Em caso de acidente de trabalho, não há tempo mínimo de contribuição para que se possa receber o valor.

Para o advogado Rômulo Saraiva, o fato de a antecipação do auxílio continuar mesmo após a reabertura das agências se deve ao fato de que há muitos pedidos de perícia represados, de modo que o INSS não daria conta de realizar todos os procedimentos em um curto espaço de tempo.

6 dicas valiosas para ter o BPC com o INSS(Abre numa nova aba do navegador)

Como fazer o pedido

1) Acesse o Meu INSS, pelo site meu.inss.gov.br
2) Clique na opção “Agendar Perícia”
3) Informe CPF e data de nascimento e clique em “Eu não sou um robô” e em “Continuar”
4) Leia as instruções e clique em “Perícia inicial” e depois em “Selecionar”
5) Leia as instruções e clique na opção “SIM” para encaminhar o atestado médico. Vá em “Continuar” e em “Avançar”
6) Atualize seus dados de contato, principalmente email e celular
7) Vá para o campo “Anexos” e clique no sinal de + para anexar os documentos
8) Com tudo anexado, clique em avançar e informe seu CEP para que o sistema localize a unidade do INSS que irá analisar o pedido
9) Selecione o bairro e a unidade pagadora
10) Confira os dados, marque “Declaro que li e concordo com as informações acima” e em “Avançar”

INSS responde maiores dúvidas sobre pagamento do Auxílio Doença(Abre numa nova aba do navegador)

Atestado

Pode ser digitalizado ou fotografado e deverá ser legível, sem rasuras e ter até 5 MB, além de conter as seguintes informações:
– Assinatura e carimbo do médico, com registro do CRM (Conselho Regional de Medicina)
– Informações sobre a doença e a respectiva numeração da CID (Classificação Internacional de Doenças)
– Prazo estimado do repouso necessário

Quem tem direito a receber

– O auxílio-doença é um benefício pago para o profissional que fica temporariamente incapacitado para o trabalho
– Para ter direito ao benefício, o segurado deve ter contribuído para a Previdência Social por, no mínimo, 12 meses, chamado de carência
– No entanto, se o afastamento for decorrente de acidente de trabalho, não há exigência de tempo mínimo para receber o benefício

Fonte: Secretaria da Previdência Social, do Ministério da Economia

Confira como antecipar no INSS valores de pagamento do Auxílio Doença

© Copyright 2013-2020 Mix Vale Comunicação, Produção e Marketing LTDA ME

To Top