Coreia do Sul treina centenas de médicos para combater futuras epidemias
Asia

Coreia do Sul treina centenas de médicos para combater futuras epidemias

tagreuters com2020binary LYNXNPEG6N1HO BASEIMAGE

Por Sangmi Cha

SEUL (Reuters) – A Coreia do Sul formará 4 mil estudantes de medicina nos próximos dez anos para aumentar o número de médicos e fortalecer a resposta a futuras crises de saúde pública, disseram autoridades do governo e do partido no poder.

As autoridades sinalizaram a necessidade de treinar médicos para possíveis surtos de doenças infecciosas piores do que a Covid-19, causada pelo coronavírus, apontando o risco de epidemias mais frequentes e o número limitado de leitos para os doentes.

Para preencher essa lacuna, as autoridades disseram que planejam aumentar as admissões nas escolas de medicina usando uma combinação de novas cotas e incentivos para estudantes de especialidades menos lucrativas e para aqueles que concluírem uma década de trabalho em saúde pública nas áreas rurais.

“Vamos aumentar a cota para estudantes de medicina para adicionar mais pessoal em áreas especializadas”, disse Kim Tae-nyeon, parlamentar do Partido Democrata da Coreia, durante uma reunião política na quinta-feira.

O plano é aumentar as admissões nas escolas de medicina em cerca de 400 por ano durante a próxima década, antes de retornar a uma cota de 3.058, que permanece fixa desde 2006.

tagreuters.com2020binary_LYNXNPEG6N1HO-BASEIMAGE

To Top