Proposta permite reduzir jornada de trabalhador do turismo por até 180 dias
Brasil

Proposta permite reduzir jornada de trabalhador do turismo por até 180 dias

Proposta permite reduzir jornada de trabalhador do turismo por até 180 dias
Najara Araújo/Câmara dos Deputados
Ordem do dia para votação de propostas legislativas. Dep. Newton Cardoso Jr (MDB - MG)
Newton Cardoso Jr: “muitas empresas do setor já não têm mais condições de enfrentar essa crise sem o adequado apoio governamental”

O Projeto de Lei 3899/20 permite a redução de jornada de trabalho e salário para prestadores de serviço de turismo por até 180 dias. O mesmo prazo vale para suspensão do contrato trabalhista.

A proposta, do deputado Newton Cardoso Jr (MDB-MG), tramita na Câmara dos Deputados.

O texto altera a Lei 14.020/20, que permite a redução de salários e jornadas e a suspensão de contratos durante a pandemia de Covid-19. Para compensar os trabalhadores, o texto cria o Benefício Especial de Preservação de Emprego e Renda, calculado com base no seguro-desemprego, que será pago pelo governo.

A lei permite prorrogar os prazos do programa emergencial do Executivo por regulamento, que atualmente pode chegar a 120 dias.

Segundo Newton Cardoso Jr o setor turístico precisa de um prazo maior, até 180 dias, para enfrentar a redução de demanda com a pandemia. “Muitas empresas do setor já não têm mais condições de enfrentar essa crise sem o adequado apoio governamental”, afirmou.

Caso o Executivo prorrogue os prazos do programa emergencial por mais que 180 dias, prevalece a maior duração.

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei.

To Top