Nenê marca dois, Corinthians perde do Fluminense e se complica no Brasileiro
Últimas Notícias

Nenê marca dois, Corinthians perde do Fluminense e se complica no Brasileiro

portalmixvalenoticias

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Mesmo com a saída de Tiago Nunes e as mudanças promovidas por Dyego Coelho, o Corinthians apresentou as mesmas dificuldades e perdeu para o Fluminense por 2 a 1 neste domingo (13), no Maracanã. A partida foi válida pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Aos 39 anos, Nenê fez os dois gols da equipe tricolor, que soma 14 pontos, enquanto que o alvinegro, com nove pontos, fica próximo da zona do rebaixamento à Série B.

Coelho fez três mudanças na equipe, sendo uma por opção. O técnico barrou Ramiro e deu oportunidade para Éderson. Fagner e Danilo Avelar, expulsos na derrota para o Palmeiras, foram substituídos por Michel e Bruno Méndez, respectivamente.

O Fluminense dominou a partida, abriu o placar com Nenê aos sete minutos e poderia ter construído uma vantagem maior no primeiro tempo. Calegari tabelou com Michel Araújo, foi à linha de fundo e cruzou na área. A zaga corintiana vacilou, e Nenê, mesmo caído em sua segunda tentativa, acertou o canto de Cássio.

O time paulista estava perdido no Maracanã e não conseguia passar do seu meio de campo. Sem dar nenhum chute a gol até os 17 minutos, Coelho resolveu abrir mão de um terceiro volante, sobrou para Éderson dar o lugar para o atacante Everaldo.

A mudança não trouxe nenhuma melhora considerável. O Corinthians, sim, só conseguiu chegar ao gol de Muriel através de dois chutes de Otero – como ocorreu na derrota para o Palmeiras que selou a demissão do técnico Tiago Nunes. Na primeira vez, aos 19 minutos, o venezuelano acertou o travessão em cobrança de falta.

O alvinegro esbarrava em suas limitações como a recorrente dificuldade de construir jogadas e a falta de intensidade ofensiva. Nos acréscimos da etapa inicial, o Fluminense esteve perto de ampliar com Danilo Barcelos, que recebeu de Calegari e, de cabeça, exigiu boa defesa de Cássio.

Na etapa final, o Fluminense caiu de rendimento, e o Corinthians não conseguiu aproveitar. Everaldo chegou a balançar a rede, mas estava em condição de impedimento.

Aos 40 minutos, Luiz Henrique chutou, e a bola bateu na mão de Bruno Méndez. O árbitro catarinense Bráulio da Silva Machado apontou pênalti. O experiente Nenê mandou no canto esquerdo de Cássio.

Nos acréscimos, Danilo Barcelos foi expulso após entrada em Michel. E, aos 49 minutos, os paulistas descontaram com Matheus Vital.

O técnico do sub-20 tem como alento o pouco tempo de trabalho, exatamente um dia e na véspera do jogo, mas terá trabalho para melhorar a classificação do Corinthians e conseguir ser promovido ao time profissional.

Essa é a segunda vez que assume a equipe interinamente, Em 2019, ele dirigiu o Corinthians em oito jogos após a demissão Fábio Carille. Foram três vitórias, três derrotas e dois empates, mas deixou uma boa impressão e ajudou o time garantir uma vaga na pré-Libertadores.

O cenário extracampo, atualmente, é favorável para a efetivação de Coelho. As opções no mercado brasileiro são escassas, enquanto que o presidente Andrés Sanchez caminha para o final do mandato – a eleição está agendada para 28 de novembro. O clube também enfrenta problemas financeiros e conseguiu quitar na quarta (9) os salários referentes de março, junho e julho.

O Corinthians volta a campo na quarta-feira (19) contra o Bahia, às 21h30, na Neo Química Arena, em São Paulo. O Fluminense só jogará pelo Brasileiro no domingo (20) contra o Sport, antes visitará o Atlético-GO, na quarta, pela Copa do Brasil.

FLUMINENSE

Muriel; Calegari, Digão (Nino), Luccas Claro e Danilo Barcelos; Hudson (Hyago Felipe), Dodi e Nenê; Michel Araújo (Luiz Henrique), Marcos Paulo (Felippe Cardoso) e Wellington Silva (Ganso). Técnico: Odair Hellmann

CORINTHIANS

Cássio; Michel, Gil, Bruno Méndez e Lucas Piton (Sidcley); Gabriel (Ramiro), Éderson (Everaldo), Cantillo (Camacho), Otero e Gustavo Mosquito (Mateus Vital); Jô. Técnico: Dyego Coelho

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC)

Assistentes: Henton Nunes (SC) e Thiaggo Americano Labes (SC)

VAR: Heber Roberto Lopes (SC)

Cartões amarelos: Dodi e Nenê (Fluminense); Gabriel, Walter, Bruno Méndez, Camacho (Corinthians)

Cartão vermelho: Danilo Barcelos (Fluminense)

Gols: Nenê aos nove minutos do primeiro tempo e aos 43 do segundo tempo (Fluminense). Mateus Vital aos 50 minutos (Corinthians)

To Top