Justiça autoriza e INSS reabre hoje 122 agências em São Paulo
Benefícios

Justiça autoriza e INSS reabre hoje 122 agências em São Paulo

INSS prorroga atendimento remoto até 10 de julho

Justiça autoriza e INSS reabre hoje 122 agências em São Paulo. Depois de quase seis meses fechadas, as agências do INSS em São Paulo voltar a funcionar parcialmente a partir desta quinta-feira (17). Em todo o país, o atendimento foi retomado na segunda-feira (14).

No estado de São Paulo, decisão judicial havia barrado a reabertura. Ontem, porém, o TRF-3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região) derrubou a tutela antecipada que suspendeu a retomada do atendimento.

O instituto afirma que hoje serão reabertas 122 agências em todo o estado. As unidades podem ser consultadas no site covid.inss.gov.br, mas as perícias devem continuar suspensas.

O INSS afirma que “começou na quinta-feira (10) a cumprir o compromisso de fazer as adequações solicitadas pela Perícia Médica Federal, para que o serviço possa voltar a ser oferecido”. O órgão orienta os segurados a ficarem atentos às notificações que estão sendo enviadas pelo Meu INSS, por SMS e email sobre a reabertura gradual das agências, os serviços disponíveis e os procedimentos para o atendimento presencial.

O presidente do SINSSP (Sindicato dos Trabalhadores do Seguro Social e Previdência Social no Estado de São Paulo), Pedro Luís Totti, informou que o sindicato vai recorrer e tomar as medidas cabíveis porque a revogação da liminar não observou que as 12 agências que o INSS cita como aprovadas para reabertura não pertencem ao estado de São Paulo.

A decisão do TRF-3 defendeu que o INSS tem trabalhado para garantir condições adequadas ao atendimento e afirmou que a impossibilidade de prestar determinados serviços de forma remota está afetando os segurados. “Certamente, apenas doze agências em funcionamento pouco poderá oferecer em face da imensa demanda reprimida. Contudo, ainda sim, se tais agências têm condições de prestar os serviços de sua competência deverá fazê-lo dentro do menor prazo possível porque nada objeta, voltando a funcionar e a prestar serviços à população”, afirma a decisão.

To Top