Mancini estreia para salvar Corinthians da segunda queda

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Vagner Mancini, 53, estreia no comando do Corinthians nesta quarta-feira (14) contra o Athletico, às 21h30, em Curitiba, com o objetivo de tirar a equipe da zona de rebaixamento do Brasileiro.

O treinador escolhido pelo presidente Andrés Sanchez, no entanto, carrega um histórico que vai para o lado contrário ao da atual necessidade da equipe. Ele participou de cinco campanhas que resultaram em quedas para a Série B.

Em dois casos, com o Guarani, em 2010, e com o Botafogo, em 2014, Mancini esteve à frente dos times ao longo de todo o torneio. O clube de Campinas terminou a competição em 18º lugar, com 37 pontos, enquanto o carioca foi o penúltimo, com 34.

O Corinthians, atualmente, é o 17º colocado, com 15 pontos, empatado com Bahia (16º) e Athletico (15º). Normalmente, uma equipe pode escapar da segunda divisão quando alcança 44 pontos. Há exceções, como no ano passado, quando o Ceará se manteve na elite com 39 –o Cruzeiro foi o primeiro da zona de rebaixamento, com 36 pontos.

Mancini esteve também nas campanhas que resultaram nas quedas do Ceará, em 2011, Sport, em 2012, e Vitória, em 2016. Nesses casos, ele iniciou a competição, mas deixou o cargo durante o campeonato.

Mancini contesta este histórico. “Há controvérsias”, disse em sua apresentação no Corinthians. “A partir do momento que você passa pela equipe na temporada, muita gente analisa de forma diferente. É como falar que Abel Braga ganhou Libertadores em 2019”, argumentou.

No ano passado, Abel Braga comandou o time rubro-negro em cinco dos seis jogos da primeira fase do torneio continental, conquistado pelo clube sob o comando do português Jorge Jesus.

Mancini, no entanto, já livrou duas equipes do rebaixamento: o Cruzeiro, em 2011, e o Vitória, em 2017.

Segundo o treinador, nada se compara ao desafio assumido agora, no Corinthians. “É a grande chance da minha carreira.”

ATHLETICO-PR

Jandrei; Jonathan, Pedro Henrique, Thiago Heleno, Abner; Wellington, Erick, Christian, Léo Cittadini; Carlos Eduardo (Geuvânio), Renato Kayzer. T.: Eduardo Barros

CORINTHIANS

Walter; Fagner, Bruno Méndez, Gil, Lucas Piton (Sidcley); Gabriel, Éderson, Cazares; Léo Natel, Jô (Boselli), Mateus Vital. T.: Vagner Mancini

Estádio: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)

Horário: 21h30 desta quarta-feira

Juiz: Sávio Pereira Sampaio (DF)