Paraguai derrota Venezuela, com direito a defesa de pênalti nos acréscimos

O Paraguai obteve importantes três pontos, nesta terça-feira, ao derrotar a Venezuela, em Mérida, pela segunda rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo do Catar em 2022. O único gol do jogo foi marcado por Giménez, aos 39 minutos da etapa final, antes de Antony Silva defender um pênalti cobrado por Herrera, aos 49.

Com o resultado, os paraguaios, que haviam empatado diante dos peruanos na estreia, chegam aos quatro pontos, enquanto os venezuelanos, derrotados pela Colômbia na primeira rodada, continuam sem somar pontos.

As duas seleções voltam a jogar em novembro como visitantes. Dia 12, o Paraguai visita a Argentina, enquanto a Venezuela jogam em São Paulo, onde encara a seleção brasileira, no Morumbi.

A primeira meia hora de jogo foi toda do Paraguai, que chegou a ter 76% de posse de bola. O atacante mais acionado foi o ex-corintiano Angel Romero, sempre muito disposto, que chegou a criar boas oportunidades.

Logo aos nove minutos, Giménez emendou uma bomba de esquerda, que acertou o travessão venezuelano. Romero, Gustavo Gómez e Espínola também tiveram boas chances, mas falharam.

Tímida, a Venezuela tentou chegar por intermédio de bolas paradas e Otero, aos 32 minutos, acertou o travessão do goleiro Antony Silva.

No segundo tempo, a Venezuela veio melhor posicionada em campo e conseguiu ficar um pouco mais com a bola no campo paraguaio, ao mesmo tempo faz mais faltas na tentativa de parar as jogadas do adversário.

Aos 19 minutos, os venezuelanos conseguiram fazer um gol, em bela jogada ensaiada, após cobrança de escanteio. Cásseres e Otero fizeram a armação, que teve finalização de Herrera. Mas o VAR flagrou um toque de braço na bola do volante venezuelano.

O gol anulado parece ter tirado a vontade da Venezuela vencer e a equipe se fechou em seu campo, dando a entender que estava satisfeita com o empate, mas o castigo veio aos 39 minutos. Espínola apareceu bem pela direita e cruzou para Giménez abrir o placar para o Paraguai.

Com oito minutos de acréscimo, a Venezuela teve a chance do empate, aos 49 minutos, após pênalti marcado em jogada isolada do lateral-direito Feltscher, derrubado pelo zagueiro palmeirense Gustavo Gómez. Herrera bateu, mas Antony Silva fez bela defesa.