Agendamento de perícia médica pelo Meu INSS, como realizar?

aposentadoria por idade inss
aposentadoria por idade inss

Agendamento de perícia médica pelo Meu INSS, como realizar? O INSS liberou, na última semana, o reagendamento de perícias médicas pelo aplicativo Meu INSS. Para utilizar o serviço, é preciso atualizar o dispositivo para a nova versão disponível nas plataformas mobile (iOS e Android).

As perícias médicas estão sendo retomadas gradualmente desde 14 de setembro nos postos da Previdência Social. O INSS alerta que só serão atendidos os segurados com agendamento feito pelo Meu INSS ou pelo telefone 135.

Para consultar quais agências estão com o atendimento presencial restabelecido, é possível acessar o site https://covid.inss.gov.br/. No menu à esquerda, clique na opção ‘Mapa das agências abertas’ e selecione seu estado.

A realização de perícia é necessária para a concessão de benefícios como: auxílio-doença, aposentadoria por invalidez, aposentadoria da pessoa com deficiência, BPC (Benefício de Prestação Continuada), entre outros.

AGENDAMENTO

O agendamento pode ser realizado pelo segurado por meio de três canais: site Meu INSS (https://meu.inss.gov.br); aplicativo de celular Meu INSS e pela Central telefônica 135.

1- Acesse o aplicativo ou site do Meu INSS

2- Efetue o login na plataforma;

3- Clique em ‘Agendar Perícia’

4- Selecione uma das opções: ‘Perícia inicial’; ‘Perícia de prorrogação’; ou “Remarcar perícia” (reagendamento);

5- Siga os próximos passos e finalize o agendamento

*O acompanhamento do pedido pode ser realizado por meio da opção ‘Agendamentos/Solicitações’

Antecipação do auxílio-doença Mesmo com a volta da perícia nas agências, ainda é possível pedir a antecipação de R$ 1.045 do auxílio-doença ao INSS, de forma remota, até 31 de outubro.

Neste caso, o segurado deve anexar um atestado médico junto ao requerimento, feito, exclusivamente, pelo Meu INSS.

Para quem teve a concessão da antecipação de R$ 1.045 do auxílio-doença até 2 de julho, desde que o benefício não tivesse prorrogação, o INSS divulgou que a diferença dos atrasados (caso haja) será quitada automaticamente até o final de outubro, sem realização de perícia. O órgão diz que a data ainda será divulgada.