Alemanha encontra mais quatro casos de peste suína africana em javalis

Placa indica área com registro de peste suína africana em Gross Drewitz, Alemanha

HAMBURGO (Reuters) – Mais quatro casos de peste suína africana foram confirmados em javalis no estado de Brandemburgo, no leste da Alemanha, disse o ministério federal da agricultura do país nesta quarta-feira.

As novas descobertas elevam o número total de casos confirmados para 69 desde o primeiro, em 10 de setembro. Todos estavam em animais selvagens, sem porcos afetados em fazendas, disse o ministério.

Os casos mais recentes foram encontrados nas mesmas áreas das primeiras descobertas, segundo o governo.

A pasta já havia alertado anteriormente que mais casos em javalis eram esperados porque a doença é altamente infecciosa.

A China e outros compradores proibiram importações de carne suína alemã em setembro, após a confirmação do primeiro caso, fazendo com que os preços da carne suína subissem na China.

Mas os preços dos suínos alemães permaneceram estáveis esta semana, já que os comerciantes esperam mais vendas de suínos alemães dentro da União Europeia, enquanto outros produtores de suínos da UE devem vender mais para a China.

A peste suína africana não é perigosa para seres humanos, mas é fatal para os porcos.

Um grande surto na China, o maior produtor mundial de carne suína, e em outras partes da Ásia, levou a grandes mudanças nos fluxos globais de comércio de carne suína.

(Reportagem de Michael Hogan)

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG9D1HN-BASEIMAGE