Dataprev mostra a situação do Auxílio Emergencial

aplicativo do auxílio emergencial
aplicativo do auxílio emergencial

Dataprev mostra a situação do Auxílio Emergencial. Os cidadãos que fizeram solicitação do Auxílio Emergencial do Governo Federal podem consultar a situação dos seus requerimentos, por meio dos seguintes endereços: www.cidadania.gov.br/consultaauxilio  e https://consultaauxilio.dataprev.gov.br , além do aplicativo e portal da Caixa. A ferramenta foi criada para dar transparência ao procedimento de análise, processamento, homologação e pagamento do benefício.

O site foi projetado para melhor experiência do usuário e conta com interface simples. Os requerentes poderão acompanhar todo o detalhamento dos pedidos como: resultados, datas de recebimento e envio dos dados pela Caixa à Dataprev e vice-versa, além da motivação da negativa do benefício. As demais análises das solicitações também podem ser conferidas.

A Dataprev disponibilizou uma infraestrutura tecnológica de mais de 45 servidores virtuais e físicos para garantir a estabilidade da plataforma de consulta. Nos 43 dias, o portal registrou uma média mais de 34 milhões de acessos. Sendo o estado de São Paulo (24,1%) com o maior índice, seguido pelo Rio de Janeiro (15,2%) e Belo Horizonte (5,5%).

Cartões da Caixa Econômica Federaal
Cartões da Caixa Econômica Federaal

População beneficiada

Os registros da Dataprev indicaram que aproximadamente 124,2 milhões de pessoas foram diretamente ou indiretamente beneficiadas pelo Auxílio Emergencial do Governo Federal. O número contabiliza os 65,4 milhões de cidadãos considerados elegíveis e os membros de suas famílias.

Parceira tecnológica

No Auxílio Emergencial, a Dataprev realiza o processamento dos dados autodeclarados pelo cidadão no aplicativo e portal da Caixa com as informações disponíveis e existentes nos registros oficiais do Governo Federal – resguardado o sigilo fiscal e bancário

A atuação da Dataprev no reconhecimento do direito do cidadão está restrita apenas à primeira parcela do benefício. A reavaliação e autorização para pagamento das demais parcelas são hoje realizadas pelo Ministério da Cidadania.

Neste contexto, não faz parte do escopo do trabalho da empresa no programa, o tratamento e recebimento de dados bancários dos cidadãos. Além disso, a gestão e manutenção das bases oficiais não são feitas pela Dataprev e, sim por diversos órgãos federais. Coube à empresa, a utilização das informações constantes nesses registros oficiais para fazer o reconhecimento do benefício.

A Dataprev é parceira tecnológica do Ministério da Cidadania, que é o órgão responsável pela definição das regras de processamento e contestação, bases oficiais a serem utilizadas e valida todos os resultados dos cruzamentos executados. Todos os procedimentos seguem os normativos legais e a Lei n. 13.982, de 2 de abril de 2020.