Ex-militar com papel crucial na morte de Bin Laden rebate post conspiratório de Trump

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Ao dar voz outra vez a teorias da conspiração, o presidente dos EUA, Donald Trump, foi rebatido por um militar que teve papel importante na operação que matou o terrorista Osama Bin Laden.

Na terça (13), o ex-membro das forças especiais americanas Robert O’Neill publicou no Twitter mensagem na qual afirma que “bravos homens deram adeus aos seus filhos para matar Osama Bin Laden”. “A ordem foi dada pelo presidente Obama. Não era um dublê.”

A resposta veio após Trump compartilhar um post na mesma rede social segundo o qual o ex-líder da Al Qaeda ainda estaria vivo e os soldados, na verdade, assassinaram um dublê.

O presidente também compartilhou um vídeo endossando a teoria, mas ambos os conteúdos não sustentam as afirmações.

Ainda que O’Neill tenha criticado o republicano, mensagens em sua conta no Twitter sugerem que ele é um apoiador do atual presidente. Em agosto, ele foi banido pela companhia área Delta por se recusar a usar uma máscara durante um voo.