Safra de café da Colômbia em 2020 deve ter valor recorde de US$2,3 bi, diz governo

.

Por Luis Jaime Acosta

BOGOTÁ (Reuters) – A safra de café da Colômbia neste ano deve atingir um valor total recorde de 9 trilhões de pesos, o equivalente a 2,33 bilhões de dólares, disse nesta quarta-feira o ministro das Finanças do país, Alberto Carrasquilla.

O valor estimado representaria avanço de 23,3% na comparação com o ano anterior, quando a colheita gerou 7,3 trilhões de pesos.

“Esperamos que o valor (da colheita de café) vá atingir um recorde em 2020”, afirmou Carrasquilla, em apresentação durante conferência anual da Associação Nacional de Exportadores de Café da Colômbia, realizada online.

A Colômbia é o maior produtor global de café arábica lavado e o valor da colheita neste ano deve ser impulsionado por uma combinação dos preços internacionais favoráveis com a desvalorização do peso colombiano contra o dólar, segundo a Federação Nacional de Produtores de Café.

O café colombiano fechou a 1,10 dólar por libra-peso no mercado em Nova York na terça-feira.

As exportações da Colômbia devem atingir entre 12,7 milhões e 13,4 milhões de sacas de 60 quilos ao final de 2020, contra 13,6 milhões de sacas no ano anterior, disse o ministro, com base nas estimativas da federação de produtores.

A Colômbia, conhecida por seu café de alta qualidade, espera colher neste ano cerca de 14 milhões de sacas, abaixo da máxima de 27 anos de 14,8 milhões de sacas em 2019, quando a safra foi beneficiada por clima favorável e melhores produtividades.

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG9D1MY-BASEIMAGE