Kamala Harris suspende campanha presencial devido a Covid-19 de auxiliares

.

Por Trevor Hunnicutt

(Reuters) – A candidata democrata a vice-presidente dos Estados Unidos, Kamala Harris, cancelou planos de viagem até domingo por precaução depois que uma integrante de sua equipe foi diagnosticada com Covid-19, informou a campanha do presidenciável Joe Biden em um comunicado.

Harris, que, segundo sua equipe, teve resultado negativo para um exame de coronavírus na quarta-feira e que deve ser examinada novamente nesta quinta-feira, havia planejado um cronograma de viagens intenso na reta final para a eleição de 3 de novembro entre Biden e o presidente Donald Trump.

Ela deveria ir ainda nesta quinta-feira à Carolina do Norte, um Estado-chave onde a votação antecipada começou recentemente e Trump também deve fazer campanha.

Mas a chapa democrata disse ter sabido na noite de quarta-feira que a diretora de comunicações de Harris, Liz Allen, e um membro da equipe de voo foram diagnosticados com o vírus. Ambos estiveram com a senadora durante uma viagem de campanha ao Arizona no dia 8 de outubro.

Harris não esteve em contato próximo com nenhuma pessoa infectada durante os dois dias anteriores aos seus diagnósticos, disse a equipe da senadora em um comunicado e uma teleconferência com repórteres. Harris usou máscara durante o voo que compartilhou com Allen e o membro da equipe de voo, que tiveram resultados negativos antes e depois do voo.

Os democratas, em especial, intensificaram os eventos virtuais de campanha, de arrecadação e de incentivo ao voto para limitar a disseminação do vírus e evitar riscos de saúde desnecessários.

(Por Trevor Hunnicutt em Nova York e Tim Ahmann em Washington)

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG9E1PU-BASEIMAGE