Projeto de criptomoeda Libra contrata ex-executivo do HSBC para unidade de pagamentos

.

Por Tom Wilson

LONDRES (Reuters) – Mais um ex-executivo do HSBC está sendo contratado pelo projeto de criação da criptomoeda Libra, aderindo à iniciativa do Facebook como vice-presidente da unidade responsável pelo sistema de pagamentos.

A Associação Libra, sediada em Genebra, responsável pela moeda digital, anunciou em comunicado a contratação de Ian Jenkins como vice-presidente financeiro e de gestão de risco da Libra Networks. Jenkins é um ex-executivo de finanças do HSBC, com passagens pelo Credit Suisse e Santander.

Líderas financeiros das sete maiores economias do mundo afirmaram na terça-feira que nenhuma stablecoin –um tipo de moeda digital, como a Libra, que é lastrada em ativos tradicionais– deverá entrar em operação sem antes ser propriamente regulada.

O projeto da Libra, revelado pelo Facebook em 2019, foi relançado de uma forma mais simples em abril, depois que reguladores e bancos centrais ao redor do mundo demonstraram preocupações de que a moeda digital da maior rede social do mundo poderia perturbar a estabilidade do sistema financeiro internacional.

A Associação Libra agora está tentando emitir uma série de stablecoins lastradas em moedas individuais tradicionais. A entidade contratou uma série de executivos sêniores desde que fez em abril um pedido para licença de pagamentos na Suíça. Muitos dos executivos são especializados em compliance e possuem relações com o governo dos Estados Unidos e outras autoridades.

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG9E1HT-BASEIMAGE