Confiança do consumidor norte-americano sobe em outubro

(Blank Headline Received)

(Reuters) – O sentimento do consumidor dos Estados Unidos avançou para uma máxima em sete meses no início de outubro, já que um salto nas expectativas por um cenário econômico melhor no futuro compensou uma reversão na percepção das condições atuais, mostrou uma pesquisa divulgada nesta sexta-feira.

A Universidade de Michigan informou que a leitura do índice preliminar de outubro para a confiança do consumidor subiu para 81,2, ante nível final de 80,4 no fim de setembro. É o nível mais alto desde março e superou modestamente a expectativa de 80,5, conforme mediana das estimativas de analistas consultados pela Reuters.

A alta foi liderada por um ganho no índice de expectativas, que foi a 78,8, outra máxima desde março, ante leitura de 75,6 em setembro. Economistas esperavam leitura de 76,5.

O índice de condições atuais, entretanto, caiu de 87,8 para 84,9 e ficou aquém da estimativa da Reuters, de leitura de 88,5.

“A desaceleração do crescimento do emprego, o ressurgimento das infecções por Covid-19 e a ausência de pagamentos adicionais de auxílio federal fizeram com que os consumidores se preocupassem mais com as atuais condições econômicas”, disse o economista-chefe da pesquisa com os consumidores, Richard Curtin.

“Essas preocupações foram amplamente compensadas por pequenos ganhos contínuos nas perspectivas econômicas para o ano que vem.”

(Por Dan Burns)

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG9F1FD-BASEIMAGE