Ibovespa mostra fraqueza, mesmo com alta nas bolsas de NY

O Índice Bovespa mostra fraqueza na primeira hora de negociação desta sexta-feira, 16, com investidores divididos entre o desempenho positivo das bolsas americanas e as preocupações com o quadro fiscal doméstico. Em Nova York, dados do varejo melhor que o esperado ajudam a sustentar o viés positivo nestes primeiros minutos de negociação.

Às 10h38, o Ibovespa tinha 98.775,70 pontos, em baixa de 0,28%. O desempenho não é pior graças às fortes altas do setor siderúrgico, que repercute notícia do reajuste de preços de aços planos para novembro, em torno de 10%. Além disso, o mercado também analisa os dados trimestrais da CSN, que registrou recordes de vendas. No horário acima, Usiminas PNA subia 3,13% e Gerdau PN avançava 1,41%. CSN ON passava por leve correção e recuava 0,05%.

No cenário internacional, embora as vendas do varejo tenham surpreendido positivamente, com alta de 1,9% em setembro, a produção industrial nos Estados Unidos caiu 0,6% em setembro ante agosto. O resultado, divulgado pelo Federal Reserve, frustrou a expectativa de analistas consultados pelo Wall Street Journal, que previam avanço de 0,5% no período. No horário acima, o índice Dow Jones subia 0,50%, enquanto S&P500 e Nasdaq ganhavam 0,40% e 0,52%, respectivamente.