INSS divulga as mudanças no pagamento da Pensão por morte

pensão por morte inss

INSS divulga as mudanças no pagamento da Pensão por morte. . A dona de casa Maria Guerra de Andrade Carroça, 80 anos, conta que tentava receber do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), há quase nove meses, a pensão por morte de seu marido, falecido em junho do ano passado.

“Quando demos entrada, o órgão disse que, como o casamento havia sido em Portugal, a certidão deveria ser de lá”, conta Maria Isabel de Andrade, 54 anos, uma das filhas do casal.

Maria Isabel diz que, depois que o documento foi recebido de volta da Europa, foi registrado em cartório, em São Paulo. O problema foi que, mesmo com a certidão protocolada, o INSS negou o pedido de pensão por morte porque faltava uma tradução na certidão.

DEFESA DO APOSENTADO Maria Guerra da Esperança de Andrade Carroça
Maria Guerra da Esperança de Andrade Carroça, 80 anos, com a filha Maria Isabel e o falecido marido José Alves de Sousa Moniz – Arquivo pessoal

“Não entendemos como pedem uma tradução do português para o português. Consultamos escritórios de tradução, mas nenhum fazia esse serviço.”

A família entrou com recurso em novembro do ano passado, mas afirma que, até o contato com o Agora, o benefício ainda não havia sido liberado pelo órgão.

A filha Maria Isabel diz que ela e as outras três irmãs dividem cuidados e despesas da mãe, como gastos da casa e convênio.

“O benefício ajudaria muito. Nosso pai foi assinante por vários anos e sempre lia as páginas do Agora com as informações do INSS. Por isso peço a ajuda de vocês.”1 4

pensão por morte inss
pensão por morte inss

Mudanças no pagamento da pensão por morte

A pensão por morte será paga por cotas; será uma cota familiar de 50% mais 10% por dependente, assim, viúvos sem filhos receberão 60% da aposentadoria

INSS libera benefício

Em nota, o INSS diz que a pensão por morte da leitora Maria Guerra de Andrade Carroça foi concedida em 18 de março, com pagamento retroativo a 24 de junho de 2019.

“A segurada pode obter o extrato de pagamento com as informações do banco pagador pela internet, no portal Meu INSS (gov.br/meuinss), mediante cadastro e senha.”

Agora entrou em contato com a leitora, que confirmou a concessão do benefício.