Itália e Bélgica vencem e se classificam para finais da Liga das Nações
Esporte

Itália e Bélgica vencem e se classificam para finais da Liga das Nações

(Reuters) – A seleção italiana teve outra grande atuação na vitória de 2 x 0 sobre a Bósnia, nesta quarta-feira, ampliando sua série invicta para 22 jogos e se classificando para as finais da Liga das Nações, assim como a Bélgica, que contou com dois gols do atacante Romelu Lukaku para se garantir entre os quatro melhores do torneio após fazer 4 x 2 na Dinamarca.

Lukaku ampliou seu recorde na artilharia da equipe belga para 57 gols ao balançar as redes duas vezes no segundo tempo. Youri Tielemans e Kevin De Bruyne marcaram os outros gols da Bélgica na partida em casa.

A Dinamarca marcou por intermédio de Jonas Wind aos 17 minutos, e a Bélgica deu o segundo ao adversário em um gol contra bizarro de Nacer Chadli a quatro minutos do final.

A Bélgica terminou com cinco pontos de vantagem na liderança do Grupo 2 da Liga e se junta à atual campeã mundial França, além de Espanha e Itália nas semifinais da competição em outubro do ano que vem.

A Itália confirmou vaga nas finais com uma vitória tranquila diante da Bósnia fora de casa. Andrea Belotti abriu o marcador aos 22 minutos e Domenico Berardi fez o segundo em um bonito voleio na segunda etapa, deixando os italianos na liderança do Grupo 1 com 12 pontos em seis jogos.

A Itália não contou novamente com o técnico Roberto Mancini depois de ele ter testado positivo para Covid-19, assim como alguns jogadores importantes, incluindo os defensores Giorgio Chiellini e Leonardo Bonucci e o atacante Ciro Immobile, por causa de questões relacionadas à Covid-19.

A Bósnia, já rebaixada, ficou sem Ibrahim Sehic, Sead Kolasinac e Edin Dzeko após teste positivo para Covid-19.

“O treinador quer que joguemos nosso futebol onde quer que vamos e essa é a mentalidade que realmente adotamos”, disse o meia-atacante italiano Lorenzo Insigne. “Esta camisa tem que ser sempre honrada e damos tudo pela Itália.”

(Por Mark Gleeson na Cidade do Cabo e Brian Homewood)

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEGAI00O-BASEIMAGE

To Top