São Paulo mostra força, derruba Flamengo e vai à semifinal da Copa do Brasil
Últimas Notícias

São Paulo mostra força, derruba Flamengo e vai à semifinal da Copa do Brasil

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Criticado por seu desempenho recente em mata-matas, o São Paulo mostrou força diante do atual campeão da Copa Libertadores. A equipe derrotou o Flamengo por 3 a 0, na noite desta quarta-feira (18), no Morumbi, e avançou às semifinais da Copa do Brasil.

A formação tricolor já havia vencido o jogo de ida, no Rio de Janeiro, por 2 a 1. E, incentivada por uma multidão que recebeu o ônibus da delegação, voltou a ser mais eficiente do que o adversário, cumprindo o objetivo de evitar o que seria seu 28º fracasso em um confronto eliminatório no século.

Foi a segunda etapa seguida na competição na qual o São Paulo deixou seu ídolo Rogério Ceni para trás. O ex-jogador era o treinador do Fortaleza, derrubado nas oitavas de final, nos pênaltis, e assumiu o comando do Flamengo na semana passada, sofrendo de novo diante do ex-clube.

Ele jamais venceu uma partida contra o time do Morumbi. Desde que se aposentou dos gramados, o ex-goleiro o enfrentou sete vezes, com cinco derrotas e dois empates. Já a agremiação da Gávea agora acumula oito jogos sem bater o rival paulistano desde 2017. Foram cinco derrotas e três empates.

A partida de quarta se desenhou inicialmente de acordo com o que indicava o placar do primeiro jogo. Atrás no marcador das quartas de final, o Flamengo buscava o ataque diante de um São Paulo que mostrava um comportamento bem mais defensivo do que o habitual.

Não que o time estivesse abrindo mão de ficar com a bola, como demonstravam os incessantes pedidos de “vamos jogar” berrados por seu treinador. Mas havia uma disciplina na marcação bem além da geralmente observada, o que frustrava os visitantes.

Funcionava o plano de limitar as ações de Arrascaeta, principal fonte de criação rubro-negra. O uruguaio só conseguiu um lance de maior perigo em passe para Michael, que acabou sendo travado na hora da finalização.

O Flamengo sentia a ausência do meia Everton Ribeiro, sentado no banco de reservas porque atuara pela seleção brasileira na véspera, e dos atacantes Gabriel Barbosa e Pedro, lesionados. Não houve uma chance clara no primeiro tempo, o que era mais interessante aos donos da casa.

Rogério Ceni, então, acionou Everton Ribeiro no intervalo. Mas quem conseguiu ir à rede foi o São Paulo, aos dois minutos do segundo tempo, após cruzamento de Daniel Alves e desvio de Luciano. O lance foi inicialmente anulado por impedimento, mas validado pelos árbitros que comandam o VAR.

Mantendo a organização defensiva e buscando o ataque com mais precisão, os donos da casa voltaram a marcar aos 11 minutos. Luciano apareceu novamente bem e aproveitou cruzamento de Reinaldo.

O Flamengo foi à frente e chegou a perder um pênalti com Vitinho, mas ficou longe de evitar a eliminação. No final, aos 40 minutos, ainda foi castigado com mais um gol, dessa vez marcado por Pablo.

SÃO PAULO

Tiago Volpi; Juanfran, Diego Costa, Bruno Alves e Reinaldo (Léo); Luan, Daniel Alves, Igor Gomes (Vitor Bueno) e Gabriel Sara (Hernanes); Luciano (Pablo) e Brenner (Tchê Tchê). Técnico: Fernando Diniz

FLAMENGO

Diego Alves, Matheuzinho, Thuler (Pepê), Léo Pereira e Renê; Willian Arão, Gerson e Arrascaeta (Lázaro); Vitinho (Pedro Rocha), Michael (Everton Ribeiro) e Bruno Henrique (Lincoln). Técnico: Rogério Ceni

Estádio: Morumbi, em São Paulo (SP)

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)

Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva e Cristhian Passos Sorence (ambos de GO)

VAR: Wagner Reway (PB)

Cartões amarelos: Gerson (F)

Gols: Luciano, com 1min e 10min, e Pablo, aos 38min do segundo tempo

To Top