UE aconselha gasto governamental temporário e direcionado para recuperação da Covid
Economia

UE aconselha gasto governamental temporário e direcionado para recuperação da Covid

Por Jan Strupczewski

BRUXELAS (Reuters) – Os governos da zona do euro deveriam continuar gastando no ano que vem para apoiar a recuperação econômica da recessão causada pela pandemia de Covid-19, mas de forma que o estímulo extra seja temporário e direcionado, recomendou a Comissão Europeia nesta quarta-feira.

“Enquanto a emergência de saúde persiste, as diretrizes fiscais deveriam continuar dando amparo a todos os Estados-membros da área do euro ao longo de 2021”, disse a entidade em recomendações formais que serão endossadas pelos ministros das Finanças.

“As diretrizes deveriam ser ajustadas às circunstâncias específicas dos países e ser oportunas, temporárias e direcionadas”, disseram as recomendações que moldarão a política fiscal dos 19 países que compartilham o euro.

Os governos da zona do euro enviaram os planos de seu esboço de orçamento de 2021 à Comissão no mês passado para saber se estão alinhados às regras da União Europeia. O braço executivo do bloco disse nesta quarta-feira que parte dos gastos planejados por França, Itália, Lituânia e Eslováquia não são temporários ou não são compensados por contrapartidas.

A Comissão também alertou Bélgica, França, Grécia, Itália, Portugal e Espanha que suas dívidas públicas já altas piorarão durante a pandemia, e que por isso estes deveriam atentar para a sustentabilidade fiscal no médio prazo.

A Comissão ainda recomendou que os governos mantenham os canais de crédito para a economia e apoiem empresas viáveis o quanto for necessário durante a crise inédita.

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEGAH0W0-BASEIMAGE

To Top