Ibovespa fecha em alta, mas sem fôlego para ultrapassar 107 mil pontos
Business

Ibovespa fecha em alta, mas sem fôlego para ultrapassar 107 mil pontos

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) – O Ibovespa fechou em alta nesta quinta-feira, após trocar de sinal algumas vezes, beneficiado pela melhora em Wall Street e com as ações da PetroRio disparando 30% após comprar participações da BP em dois blocos no pré-sal.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa subiu 0,52%, a 106.669,90 pontos, mantendo o sinal positivo na semana em 1,86%. O volume financeiro somou 27 bilhões de reais.

No melhor momento, encostou em 107 mil pontos, mas faltou fôlego para superar o patamar e buscar novas máximas da semana, com o avanço da Covid-19 e novas medidas restritivas sendo adotadas por vários países minando apostas mais otimistas.

Ainda assim, em meio a noticiário promissor sobre o desenvolvimento de vacinas contra o coronavírus e fluxo positivo de estrangeiros na bolsa, o Ibovespa já acumula alta de 13,5% em novembro.

Agentes financeiros ainda têm associado a recuperação neste mês a uma rotação de portfólios para ações de valor e cíclicas, com maior peso no índice, em detrimento de papéis de crescimento e tecnologia.

Os pregões em Nova York também tiveram uma sessão sem tendência muito clara, com dados do mercado de trabalho dos Estados Unidos elevando preocupações quanto a uma desaceleração da recuperação econômica sem novos estímulos. Ainda assim, o S&P 500 conseguiu fechar no azul.

Na visão do sócio da Monte Bravo Investimentos Rodrigo Franchini, o mercado continua ajustando preços enquanto espera novos catalisadores, principalmente mais estímulos econômicos nos EUA, para retomar um comportamento mais comprador.

No Brasil, acrescentou, há também a questão fiscal e incertezas sobre à pauta de reformas que adicionam volatilidade.

DESTAQUES

– PETRORIO ON saltou 29,94%, em meio à notícia de que vai adquirir da britânica BP fatias de 35,7% no bloco BM-C-30 (campo de Wahoo) e 60% no bloco BM-C-32 (Itaipu), tornando-se assim operadora de ambos.

– GOL PN subiu 4,92%, após divulgar que está operando com 50% da programação de voos em novembro ante o mesmo mês de 2019, com o consumo de caixa em outubro ficando menor do que o previsto. AZUL PN avançou 4,02%.

– VALE ON fechou em alta de 1,91%, em sessão positiva para o setor de mineração e siderurgia, uma vez que os futuros do minério de ferro de Dalian e Cingapura saltaram para novas máximas. CSN ON valorizou-se 3,41%.

– PETROBRAS PN subiu 1,15%, apesar das variações discretas dos preços do petróleo no mercado externo, onde o Brent fechou com decréscimo de 0,32%, a 44,20 dólares o barril. PETROBRAS ON ganhou 0,91%.

– BRADESCO PN e ITAÚ UNIBANCO PN avançaram apenas 0,08% e 0,14%, respectivamente, perdendo força durante a sessão, em mês marcado pela recuperação do setor.

– B3 ON subiu 2,35%, dado o cenário ainda favorável para a companhia com o crescimento da atividade no mercado de capitais no país, tendo de pano de fundo as taxas de juros em mínimas históricas.

– BRF ON fechou em baixa de 2,49% após figurar entre as maiores altas na véspera, acompanhada de outros papéis do segmento, como Marfrig e Minerva. JBS ON descolou e subiu 0,97%.

– COGNA ON e YDUQS ON recuaram 2,92% e 2,39%, respectivamente, também corrigindo elevação expressiva dos papéis no pregão de quarta-feira.

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEGAI1UI-BASEIMAGE

To Top