Caminhão do Serasa estava de volta: Acompanhe
Benefícios

Caminhão do Serasa estava de volta: Acompanhe

Feirão Limpa Nome do Serasa

Caminhão do Serasa estava de volta: Acompanhe. Consumidores poderão consultar e quitar seus débitos com até 99% de desconto e sair do veículo com o nome limpo e uma nota de crédito melhor.

O caminhão da Serasa está de volta depois de um período de reclusão devido à pandemia do novo coronavírus.

A primeira parada do projeto itinerante da companhia foi no estacionamento do São Bernardo Plaza Shopping, em São Bernardo do Campo, no ABCD Paulista.

Entre outros serviços, o veículo atenderá os consumidores interessados em aderir ao Feirão Limpa Nome, com renegociações que podem chegar até 99% de desconto.Todos os cuidados e medidas preventivas de saúde por conta do covid-19 serão tomados, como o distanciamento, número máximo de pessoas dentro do caminhão, a obrigatoriedade no uso de máscaras, bem como álcool gel disponível para consumidores e funcionários.”Tiago Marchese, gerente da Serasa

O caminhão ficará parado no local até o próximo sábado (14) e depois seguirá para o estacionamento do hipermercado Extra (Praça Bom Jesus de Piraporinha, 425, Diadema) entre os dias 17 e 21 de novembro.

Antes da ação itinerante, o consumidor poderia renegociar suas dívidas no Feirão Limpa Nome apenas de forma online.

Além da renegociação de dívidas o Caminhão da Serasa também vai oferecer os seguintes serviços:

• Consulta ao CPF;
• Serasa Score;
• Simulação de crédito;

Feirão vai até 30 de novembro

O 26º Feirão Limpa Nome começou no dia 3 e vai até 30 de novembro. O projeto prevê a renegociação de dívidas dos consumidores com 57 empresas com descontos de até 99%.  São elas:

• Algar; Unic;
• Anhanguera;
• Ativos;
• Avon;
• Banco BMG;
• Banco do Brasil;
• Bradesco;
• Calcard;
• Carrefour;
• Casas Bahia;
• Cemig;
• Cetelem;
• Claro;
• Conect Car;
• Confiança;
• CPFL;
• Credsystem;
• Crefisa;
• Di Santinni;
• Digio;
• Elmo;
• Energisa;
• Fama;
• Havan;
• Hipercard;
• Hoepers;
• Ipanema;
• Itapeva;
• Itaú;
• Koerich;
• Kredilg;
• Light;
• MGW Ativos;
• Nextel;
• Nosso Lar;
• Novo Mundo;
• Oi;
• Pernambucanas;
• Pitágoras;
• Ponto Frio;
• Porto Seguro;
• Quatro Estações;
• Recovery;
• Renner;
• RGE;
• Riachuelo;
• Santander;
• Sky;
• Sorocard;
• Tenda;
• Tricard;
• Tribanco;
• Uniderp;
• Unime;
• Unopar;
• Vivo; e
• Zema.

A Serasa também informou, na segunda-feira (9), que 10 milhões de dívidas poderão ser quitadas por apenas R$ 50.

Segundo a companhia, pelo menos 64 milhões de consumidores podem ser beneficiados.https://player.r7.com/video/i/5e3e02424b495504ab000016

Para renegociar suas dívidas basta acessar o site Serasa Limpa o Nome, clicar em cima da empresa que acumula débitos, digitar o seu CPF e ver as opções.

O consumidor também pode acessar o aplicativo e o WhatsApp (11 99575-2096).

Nesta edição, a negociação poderá ser feita em mais de 7 mil agências dos Correios em todo o país.

A ação permitirá ainda que, após a quitação da dívida, o consumidor tenha sua pontuação aumentada e assim obtenha melhores condições de crédito nas próximas compras.

Como renegociar e que contas priorizar o pagamento?

A prioridade, segundo a educadora financeira Teresa Tayra, são as contas de serviços essenciais:

• Água;
• Luz;
• Gás; e
• Aluguel.

Depois, as que detêm os maiores juros do mercado:
• Cheque especial; e
• Cartão de crédito.

Não adianta, porém, assumir uma renegociação e não conseguir honrar os pagamentos, diz a especialista.

A pedido do R7 Economize, Teresa fez algumas dicas para te ajudar a sair do endividamento. Confira abaixo:

Por onde começar?

Cada caso deve ser analisado com atenção. O primeiro passo é listar todas as dívidas de forma bem detalhada:

• Valor: faça as contas para saber qual é o exato montante da sua dívida;
• Consequência: existem alguns tipos de dívidas que têm consequências mais graves. Por exemplo, contas de consumo que podem afetar seu dia a dia;
• Juros por atraso: muitas vezes é possível trocar uma dívida com juros altos por uma com taxas mais atrativas. Exemplo: cartão por um empréstimo pessoal ou consignado; e
• Credor: dependendo de quem for, é possível fazer uma negociação e você pode ganhar tempo arrumar uma renda extra;

Mapeie sua dívida

Faça um mapeamento da situação. Com ele você poderá fazer a análise com mais consciência sobre as prioridades de quitação.

Aprenda com os erros

Aproveite o período para fazer uma reflexão e aprender a controlar seus gastos e manter um orçamento saudável.https://player.r7.com/video/i/5ef9ed10ca9084bc99001a79

Motivos mais comuns de endividamento e soluções

• Ter um padrão de vida acima do orçamento: quem sabe pequenos ajustes no seu padrão de vida te liberte de dívidas recorrentes?
• Não poupar: você tem comprado sem planejar e sem poupar antes? É hora de mudar essa situação.
• Descontrole no uso do crédito: você tem usado o cartão de crédito como extensão de salário? Pare agora e refaça o seu orçamento para começar a controlar.
• Falta de reserva de emergência: muitas pessoas se endividam pois desconhecem a importância de ter reserva de emergência. Comece guardando pouco e vá aumentando conforme a sua situação financeira for melhorando.
• Não agir preventivamente: Fazer a revisão do carro, exames preventivos e visitas periódicas ao dentista ajudam você a evitar gastos maiores no futuro.
• Fazer empréstimos para terceiros: são inúmeros os casos que as pessoas se endividam ao ajudar um parente ou amigo ou emprestar o cartão de crédito. Não seja bonzinho para se prejudicar no futuro.
• Investir de forma indevida: a reserva de emergência não deve ser aplicada na renda variável. É preciso buscar opções seguras de investimento para preservar o seu patrimônio emergencial.

Fonte: R7

To Top