Anec reduz previsões de exportação de soja e milho do Brasil em novembro
Agro

Anec reduz previsões de exportação de soja e milho do Brasil em novembro

SÃO PAULO (Reuters) – A Associação Nacional dos Exportadores de Cereais (Anec) revisou para baixo suas estimativas de embarques de soja, milho e farelo do Brasil em novembro, em relação à semana anterior, após dois ajustes positivos.

As vendas externas de milho devem alcançar 5,207 milhões de toneladas neste mês, 232 mil toneladas a menos que a projeção divulgada na semana passada. Ainda assim, o resultado representa alta ante novembro de 2019, quando os embarques somaram 4,529 milhões de toneladas.

Com isso, a expectativa da associação indica que o país deve acumular 29,78 milhões de toneladas enviadas ao exterior entre janeiro e novembro, ante 38,27 milhões no mesmo período de 2019.

Na soja, as exportações devem atingir 834,4 mil toneladas em novembro, abaixo das 850,25 toneladas vistas na estimativa anterior.

O volume também é menor que as 4,04 milhões de toneladas embarcadas um ano antes, pois as vendas de 2020 foram concentradas em meses anteriores, principalmente no primeiro semestre.

No acumulado do ano até novembro, o Brasil, maior produtor e exportador da oleaginosa, deve embarcar 82,2 milhões de toneladas, de acordo com a projeção da Anec. O volume supera com folga os 69,89 milhões de toneladas embarcados no mesmo período de 2019.

Ainda de acordo com a associação, as exportações de farelo de soja devem alcançar 1,415 milhão de toneladas em novembro, abaixo da projeção de 1,48 milhão divulgada na semana passada, mas acima da marca de 1,103 milhão registrada um ano antes.

De janeiro a novembro, estima-se que 15,8 milhões de toneladas sejam enviadas ao exterior, ante 14,4 milhões no mesmo intervalo de 2019.

(Nayara Figueiredo e Ana Mano)

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEGAN1QE-BASEIMAGE

To Top