Biden diz que Trump fomentou violência no Capitólio
Elections

Biden diz que Trump fomentou violência no Capitólio

WILMINGTON, Delaware (Reuters) – O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, disse nesta quinta-feira que o ataque ao Capitólio em Washington, na véspera, foi um dos dias mais sombrios da história norte-americana e uma agressão à democracia fomentada pelo presidente Donald Trump.

Durante pronunciamento em Wilmington, Delaware, onde apresentou indicados ao Departamento de Justiça, Biden classificou os apoiadores de Trump que invadiram o edifício como “terroristas domésticos”.

“Não ouse chamá-los de manifestantes. Eles eram uma multidão desordeira, rebeldes, terroristas domésticos”, disse o democrata Biden.

“Nos últimos quatro anos, tivemos um presidente que deixou claro seu desprezo por nossa democracia, a Constituição, o estado de direito, em tudo o que fez”, afirmou Biden sobre o republicano Trump.

O caos no Capitólio em Washington quando uma multidão pró-Trump invadiu o prédio que abriga o Senado e a Câmara dos Deputados se desenrolou depois que Trump passou semanas instigando seus apoiadores com falsas alegações de que a eleição de 3 de novembro foi roubada dele. Em um comício em frente à Casa Branca na quarta-feira, Trump convocou os apoiadores a marcharem até o edifício.

“Ele desencadeou um ataque completo às instituições da nossa democracia desde o princípio, e ontem foi apenas o ponto culminante daquele ataque incessante”, disse Biden.

A Câmara e o Senado estavam em sessão para certificar os resultados do Colégio Eleitoral, apesar das objeções de alguns parlamentares republicanos, quando o Capitólio foi forçado a fechar por conta de uma multidão que invadiu o prédio.

O Congresso se reuniu novamente horas depois e, na madrugada desta quinta, confirmou a vitória de Biden na eleição presidencial. Ele tomará posse em 20 de janeiro.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH061FY-BASEIMAGE

To Top