Inspetores de grãos da Argentina suspendem greve após acordo com agroexportadores
Agro

Inspetores de grãos da Argentina suspendem greve após acordo com agroexportadores

BUENOS AIRES (Reuters) – O sindicato de fiscais de grãos da Argentina, Urgara, suspendeu nesta quinta-feira uma greve que já durava quase um mês e vinha afetando a atividade portuária de um dos maiores fornecedores mundiais de alimentos, após um acordo salarial com empresas agroexportadoras.

O Urgara reúne técnicos que analisam cargas de grãos em portos argentinos. O sindicato havia iniciado o protesto, por reivindicações salariais, no dia 9 de dezembro, o que afetou a atividade em alguns terminais de empresas internacionais, como Cargill e Bunge.

“Chegamos a um acordo”, disse à Reuters o secretário de imprensa do Urgara, Juan Carlos Peralta, ressaltando que apenas detalhes do acordo com a Câmara de Portos Privados e Comerciais (CPPC) ainda precisam ser ajustados.

Uma fonte do CPPC também confirmou que as negociações, que ocorreram no âmbito do Ministério do Trabalho local e começaram na quarta-feira, terminaram na madrugada de quinta-feira e foram bem-sucedidas.

O governo argentino buscou que as partes chegassem a um acordo para normalizar as exportações agrícolas, principal fonte de divisas do país. A Argentina é o maior exportador mundial de óleo e farinha de soja, o terceiro maior de milho e um dos mais importantes fornecedores de trigo.

(Reportagem de Maximilian Heath)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH060Y3-BASEIMAGE

To Top