Cruzeiro passa sufoco, vence Sampaio Corrêa e quebra sequência negativa
Últimas Notícias

Cruzeiro passa sufoco, vence Sampaio Corrêa e quebra sequência negativa

portalmixvalenoticias-1280x728-1

BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) – O Cruzeiro não jogou bem, mas teve uma noite de superação contra o Sampaio Corrêa, nesta sexta-feira (8), e venceu por 1 a 0, no estádio Castelão, em São Luís, pela 33ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O gol da Raposa foi marcado por Willian Pottker, de fato o protagonista do confronto.

Autor do gol da vitória, Pottker foi expulso no segundo tempo por lances infantis. Primeiro, o atacante reclamou de uma falta e recebeu o amarelo. Depois, no lance em seguida, acabou levando o cartão vermelho por reclamação mais acintosa com o árbitro.

Com a vitória o Cruzeiro chega aos 44 pontos e sobe para a 11ª posição. Já o Sampaio Corrêa permanece com 45 pontos e amarga cinco derrotas seguidas.

A próxima partida da Raposa será contra o Oeste, no estádio Independência, no dia 13 de janeiro, às 21h30. A Bolívia Querida visita o Botafogo-SP, na terça-feira (12), no estádio Santa Cruz, às 19h15.

O JOGO

O Cruzeiro teve um início acelerado e dava indícios de que poderia dominar as ações do duelo com o Sampaio Corrêa. O gol marcado logo no começo da partida, anotado por Willian Pottker, era um desses indicativos.

Aos 3 minutos, Giovanni deu belo passe em profundidade para Airton, que disparou pela esquerda e cruzou rasteiro na medida para Willian Pottker, que não perdoou o goleiro Gustavo: 0 a 1.

No entanto, o que se viu foi uma repetição daquilo que a Raposa já havia feito em outras partidas: bom início, chega ao gol e depois recua, chamando o adversário para seu campo.

Esse comportamento fez com que os jogadores de ataque do Sampaio Corrêa ocupassem com frequência as redondezas da área do goleiro Fábio. E por pouco o time de Luiz Felipe Scolari, ainda na primeira metade da partida, escapou de sofrer gols.

Roney, Robson, Caio Dantas e Marcinho, jogadores da linha mais avançada da “Bolívia Querida”, ameaçaram com certa frequência. Dantas, o artilheiro da Série B, foi impedido de marcar em pelo menos três jogadas.

Se na etapa inicial o mandante pressionou, no segundo a coisa se agravou. Willian Pottker foi expulso aos 5 minutos e deixou a Raposa com dez em campo. Aí a pressão do Sampaio Corrêa, que já era intensa, aumentou. O Cruzeiro se segurou como dava, levou quase 30 finalizações, e com muita dificuldade acabou conquistando os três pontos.

Apesar de o Sampaio Corrêa não ter conseguido o gol, Robson foi um dos jogadores que mais ameaçaram o setor defensivo do Cruzeiro. E o gol só não saiu por milagres operados pelo goleiro Fábio, que foi um “paredão” contra o ataque do Sampaio Corrêa.

SAMPAIO CORRÊA

Gustavo; Joazi (Roni), Joécio, Daniel Felipe, João Victor (Eloir); André Luiz, Vinícius Kiss (Jackson), Marcinho; Roney, Caio Dantas, Robson (Diego Tavares). T.: Leonardo Condé

CRUZEIRO

Fábio; Cáceres, Cacá (Paulo), Ramon, Matheus Pereira (Patrick Brey); Adriano, Filipe Machado, Giovanni (Jadsom Silva); Airton (Marcelo Moreno), William Pottker, Rafael Sobis (Welinton). T.: Luiz Felipe Scolari

Estádio: Castelão, em São Luís (MA)

Juiz: Paulo Henrique Schleich Vollkopf (MS)

Gol: Willian Pottker, aos 3min do primeiro tempo

Cartão amarelo: Willian Pottker, Filipe Machado, Fábio (Cruzeiro); Eloir (Sampaio Corrêa)

Cartão vermelho: Willian Pottker, Giovanni (Cruzeiro)

To Top