Surto de gripe aviária prejudica vendas de frango na Índia e atinge agricultores
Agro

Surto de gripe aviária prejudica vendas de frango na Índia e atinge agricultores

Por Rajendra Jadhav e Chandini Monnappa

MUMBAI/BANGALORE (Reuters) – Os preços do frango na Índia caíram quase um terço em uma semana, com o consumo recuando depois que um surto de gripe aviária foi relatado em seis Estados, disseram autoridades do setor à Reuters.

A queda repentina na demanda e nos preços está agravando as aflições de milhões de pequenos criadores de aves em uma indústria que só recentemente começou a se recuperar da interrupção causada pelo surto de coronavírus que atingiu as vendas em 2020.

“A demanda caiu quase 30%”, disse Uddhav Ahire, presidente do Anand Agro Group, uma empresa avícola com sede na cidade de Nashik, no oeste do país.

Os preços dos frangos de corte caíram para 60 rúpias (0,8192 dólar) o quilo, de cerca de 90 rúpias há uma semana, disse ele, acrescentando que os produtores estão incorrendo em perdas porque o custo de produção é superior a 75 rúpias.

A gripe aviária foi relatada nos Estados de Madhya Pradesh, Rajasthan, Himachal Pradesh, Kerala, Haryana e Gujarat no início desta semana.

Os governos central e estadual vêm tentando acalmar os temores dos consumidores, dizendo que o consumo de frango e ovos é seguro após o cozimento.

“A indústria pode passar por uma interrupção temporária, mas não vemos isso como um fenômeno de longo prazo e pode se corrigir em um período de 15 a 20 dias”, disse Prasanna Pedgaonkar, gerente geral da Venky’s <VENK .NS>, que viu suas ações caírem mais de 10% esta semana.

Os preços dos ovos também caíram mais de 10% em uma semana, à medida que os pequenos agricultores tentam vender seus produtos o mais rápido possível, temendo uma nova queda nos preços, disse um avicultor que preferiu não se identificar.

A indústria avícola da Índia sofreu pesadas perdas no ano passado por causa da especulação infundada da mídia social de que as aves contribuíram para a disseminação do coronavírus, enquanto os bloqueios para conter o vírus reduziram a demanda.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH0713I-BASEIMAGE

To Top