Atlético-MG empata com RB Bragantino e desperdiça chance de colar na ponta
Últimas Notícias

Atlético-MG empata com RB Bragantino e desperdiça chance de colar na ponta

portalmixvalenoticias-1280x728-1

BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) – Foi no sufoco e o Atlético-MG se salvou no último minuto do jogo, garantindo pelo menos um ponto na noite desta segunda-feira (11), no estádio Nabi Abi Chedid, ao empatar em 2 a 2 com o Red Bull Bragantino, na 29ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com um pênalti no lance final da partida, marcado após consulta ao árbitro de vídeo, o alvinegro igualou o placar e salvou ao menos um ponto em um jogo que por pouco não terminou com a derrota. Os outros gols do jogo foram marcados por Ricardo Ryller e Edimar para Bragantino, e Savarino para o Atlético.

Com o resultado, o clube mineiro chega a 50 pontos e se mantém na terceira colocação, distante seis pontos do líder São Paulo e três do segundo colocado, o Internacional. Porém, com um jogo a menos que paulistas e gaúchos.

O time agora volta a campo no próximo domingo (17) para enfrentar o Atlético-GO, às 18h15, no Mineirão, pela 30ª rodada. Já o RB Bragantino visita o Ceará, no Castelão, no mesmo dia, mas às 20h30.

O JOGO

O duelo no Nabi Abi Chedid começou em um momento de muita chuva em Bragança Paulista. Com o gramado molhado a bola corria bastante e acelerava o ritmo do jogo, que teve um Atlético-MG mais intenso nos minutos iniciais.

Esse ímpeto ofensivo até indicava que o clube alvinegro poderia ser aquele time de forte pressão, agressivo e que empilhou vitórias no primeiro turno. No entanto, foi apenas uma impressão.

O jogo caiu bastante em qualidade e foi mais correria. O Atlético-MG tentava pressionar e o Red Bull Bragantino esticava bola longa com mais frequência, sem trabalhar a bola no chão, uma de suas características marcantes.

Aos 45 minutos do primeiro tempo, Ricardo Ryller abriu o placar após aparecer no meio dos zagueiros do Atlético-MG e “triscar de cabeça” após cruzamento na área: 1 a 0.

Aos 9 minutos do segundo tempo, Savarino aproveitou a bobeira da zaga do Bragantino e no chão empurrou para o fundo do gol de Cleiton: 1 a 1.

Aos 21 minutos do segundo tempo, o experiente lateral esquerdo Edimar venceu a disputa aérea com Junior Alonso e colocou o Bragantino em vantagem novamente: 2 a 1.

Aos 54 minutos do segundo tempo, Hyoran garantiu o empate cobrando pênalti.

O temperamento difícil e o estilo acelerado de Jorge Sampaoli entraram em cena mais uma vez no Campeonato Brasileiro. O treinador reclamou acintosamente de um lateral assinalado contra o Galo, após Keno não conseguir dominar a bola no lado esquerdo do ataque alvinegro —bem em frente ao banco de reservas do Atlético-MG—, e o argentino foi a loucura. A reclamação foi tão veemente que o árbitro Caio Max Augusto Vieira aplicou o cartão amarelo. O 11º do técnico no clube.

No fim do primeiro tempo o treinador esboçou uma discussão com o experiente lateral esquerdo Edimar, do Bragantino, que quase se tornou o algoz do Galo.

Estádio: Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP)

Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)

Assistentes: Alessandro Álvaro Rocha de Matos (Fifa/BA) e Jean Márcio dos Santos (RN)

Gols: Ricardo Ryller, aos 45min do 1º tempo (BRA); Savarino (BRA), aos 9min do 2º tempo; Edimar (BRA), aos 21min do 2º tempo; e Hyoran (AMG), aos 52min do 2º tempo

Cartão amarelo: Cuello, Fabrício Bruno (BRA)

RB BRAGANTINO

Cleiton; Weverton (Ligger), Leo Ortiz, Fabrício Bruno e Edmar; Raul, Ricardo Ryller (Eric Ramires), Claudinho; Ytalo (Chrigor), Helinho (Bruno Tubarão) e Cuello (Morato). T.: Maurício Barbieri

ATLÉTICO-MG

Everson; Guga, Réver, Junior Alonso e Guilherme Arana; Allan (Nathan), Hyoran, Alan Franco (Jair); Savarino, Keno e Vargas (Eduardo Sasha). T.: Jorge Sampaoli

To Top