Seleção de Handebol sofre mais duas baixas às vésperas do Mundial
Agência Brasil

Seleção de Handebol sofre mais duas baixas às vésperas do Mundial

portalmixvalenoticias-1280x728-1

Na véspera da viagem para o Egito para participar do Mundial de Handebol, a Seleção Brasileira da modalidade sofreu mais duas baixas por causa do novo coronavírus (covid-19). A Confederação Brasileira (CBHb) confirmou, nesta terça-feira (12), através de nota oficial, que o armador Thiagus Petrus e o técnico da equipe Marcus Tatá testaram positivo nos exames feitos na segunda. A dupla não poderá participar da viagem ao país africano. Os auxiliares Giancarlos Ramirez e Leonardo Bortolini comandarão o time. A comissão decidiu não chamar nenhum substituto para a vaga de Petrus.

O grupo nacional, concentrado desde 28 de dezembro em Portugal para um período de treinamentos, embarcaria na última sexta-feira. Mas a programação foi alterada já que, na quinta (6), foram detectados os primeiros cinco casos. O goleiro Leonardo Terçariol (Ferrugem), o supervisor Rafael Akio, o preparador físico Claudio Machado, o fisioterapeuta Daniel Santos e o analista de desempenho Luan Monteiro apresentam sintomas leves, mas seguem cumprindo o isolamento social de acordo com as autoridades sanitárias do país europeu. Para o lugar do goleiro Ferrugem, foi convocado o experiente Bombom, do Toulouse. Mas a confirmação da viagem dele depende do resultado do teste, previsto para sair na noite desta terça-feira. O restante da equipe está liberado para a viagem à capital egípcia, Cairo, na quarta (13). A estreia do Brasil está prevista para sexta-feira (15), às 14h, contra a Espanha.

O Mundial de Handebol 2021 acontece entre 13 e 31 de janeiro. As partidas do mundial do Egito serão realizadas sem a presença de público devido à pandemia da covid-19.

To Top