Técnico do New England Patriots recusa Medalha da Liberdade de Trump
Esporte

Técnico do New England Patriots recusa Medalha da Liberdade de Trump

Por Tim McLaughlin

BOSTON (Reuters) – O técnico do time de futebol americano New England Patriots, Bill Belichick, disse na segunda-feira que decidiu não aceitar a Medalha da Liberdade do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, após o cerco ao Capitólio na semana passada por apoiadores do presidente.

O site Politico informou no domingo que Trump planejava conceder a maior homenagem civil a Belichick, um dos técnicos mais vitoriosos da liga profissional de futebol americano dos EUA.

“Recebi a oportunidade de ganhar a Medalha Presidencial da Liberdade”, disse Belichick em um comunicado. “Posteriormente, ocorreram os trágicos acontecimentos da semana passada e foi tomada a decisão de não avançar com a premiação.”

Belichick afirmou que acima de tudo é um cidadão norte-americano “com grande reverência pelos valores, liberdade e democracia da nossa nação”.

“Sei que também represento minha família e a equipe do New England Patriots”, continuou ele. “… Permanecer fiel às pessoas, à equipe e ao país que amo superam os benefícios de qualquer prêmio individual.”

A Casa Branca não estava imediatamente disponível para comentar.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH0B10H-BASEIMAGE

To Top